GPA formaliza compromisso com a ONU Mulheres

01/07/2019


O varejista alimentar brasileiro é o primeiro a formalizar um compromisso com a Aliança Sem Estereótipo (Unstereotype Alliance).

O programa da ONU Mulheres, que reúne uma coalizão global de empresas líderes de mercado, tem como objetivo comum eliminar preconceitos e estereótipos prejudiciais de gênero de sua publicidade.

As principais novidades do universo da propaganda estão aqui.       

Leia também: GPA se une à Danone na promoção da diversidade.

O compromisso foi celebrado durante a 3ª Semana de Diversidade do GPA pelas diretoras de marketing das marcas Assaí Atacadista, Marly Lopes, do Extra, Christiane Cruz Citrângulo, e do Pão de Açúcar, Maria Cristina Merçon, juntamente com Adriana Carvalho, Gerente de Projetos na ONU Mulheres. O GPA se junta a outras nove grandes empresas que já estão engajadas com a causa.

Adriana Carvalho, da ONU Mulheres; Marly Lopes, Diretora de Marketing do Assaí Atacadista; Christiane Cruz Citrângulo, Diretora de Marketing do Extra; e Maria Cristina Merçon, Diretora de Marketing do Pão de Açúcar

A iniciativa corrobora dados revelados em pesquisa realizada pela Ipsos em 2018 em 28 países, na qual 72% dos respondentes disseram que "A maioria dos anúncios não reflete o mundo ao meu redor", quase metade dos consumidores (45%) ainda vê anúncios sexistas que os ofendem e 64% dos consumidores sentem que os anunciantes precisam fazer mais para eliminar tradicionais e antigos papeis de gênero dos seus anúncios.

Ainda, em 2017, o Geena Davis Institute on Gender in Media conduziu um estudo que analisou o conteúdo dos anúncios produzidos entre 2006 e 2017 do ponto de vista de gênero e constatou que os anúncios apresentam duas vezes mais atores que atrizes, 25% mostram apenas homens, enquanto apenas 5% mostram apenas mulheres, e que 18% contêm apenas vozes masculinas, enquanto menos de 3% deles têm apenas vozes femininas.

A Unstereotype Alliance é uma plataforma de pensamento e ação que usa a publicidade como força para impulsionar mudanças positivas, procurando erradicar estereótipos prejudiciais de gênero.

Ela está focada em fomentar a igualdade no ambiente de trabalho, alcançar a publicidade livre de estereótipos e empoderar ações públicas contra os estereótipos.

Fonte: Redação.

TAGs: diversidade gpa onu-mulheres publicidade