Conar absolve comercial da Perdigão

14/02/2019


A campanha foi criticada porque muitos viram racismo em seu conteúdo.

Uma das últimas polêmicas do universo da publicidade em 2018 teve seu desfecho dado na semana passada pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar).

As principais propaganda estão aqui.

Leia também: Perdigão é acusada de racismo por nova campanha de Natal.

O comercial natalino da Perdigão, cujo objetivo era divulgar o programa de doação de Chester da BRF, foi absolvido pelo Conselho de Ética da entidade.

A polêmica começou no mesmo dia em que a Perdigão levou ao ar o comercial, assinado pela DM9 (que, em dezembro do ano passado, foi unida à Sunset, passando a se chamar SunsetDDB).

O objeto das críticas que tomaram as redes sociais foi a escolha das famílias utilizadas no comercial.

O comercial mostrava um grupo de pessoas brancas como os doadores da ave natalina enquanto uma outra família, formada por atores negros, representava as pessoas que recebiam a doação.

Na mesma semana do lançamento, a Perdigão posicionou-se a respeito da campanha lamentando que a mensagem possa ter ofendido alguém.

“Nunca foi essa a nossa intenção. Falar de generosidade é, para nós, uma forma de união e agradecimento a todos os nossos consumidores, que há três anos colaboram para o Natal de mais de 6 milhões de pessoas, independente de cor, gênero, raça ou religião. É nisso que acreditamos.”, disse a marca, em comunicado, na época.

Apesar de o processo para avaliar a campanha ter sido aberto pelo Conar ainda em 2018, o caso foi avaliado pelo Conselho de Ética somente na semana passada, no retorno das atividades da entidade.

Pela decisão, a Perdigão não precisa fazer nenhuma alteração no comercial e, caso deseje, pode voltar a exibi-lo na mídia no próximo período natalino.

Assista ao filme:

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

Fonte: Redação.

TAGs: