Comercial da Gillette divide opiniões

19/01/2019


O clipe relembra o slogan do produto e faz um questionamento: "É isso o melhor que um homem pode ter?"

Um comercial internacional da Gillette está dividindo opiniões na internet. No dia 15 de janeiro, a empresa compartilhou uma nova campanha. O clipe faz um questionamento: “É isso o melhor que um homem pode ter?”.

As principais novidades do universo da propaganda estão aqui.

É possível ouvir palavras como assédio sexual, bullying e masculinidade tóxica ao fundo da propaganda.

“Nós temos sempre as mesmas desculpas: garotos serão garotos”, diz o comercial da Gillette. “Mas algo finalmente mudou e não há como voltar. Porque nós acreditamos no melhor do homem", diz a mensagem.

“Apenas diga a coisa certa, aja da maneira correta”, incentiva o clipe de pouco menos de 2 minutos.

As gravações mostram homens intervindo em situações de cantadas, bullying e brigas. “Alguns já são, de uma maneira, grandes ou pequenos. Mas alguns não é o suficiente. Porque os meninos de hoje serão os homens de amanhã".

Apesar de ter sido lançado nos Estados Unidos, a polêmica da peça comercial chegou até o Brasil. Muitos homens estão parabenizando a Gillette pela iniciativa — enquanto outros estão questionando a propaganda, alegando boicote e responsabilizando o “marxismo cultural”. 

Confira uma pequena repercussão

A iniciativa, que poderia ser um verdadeiro marco para uma mudança de comportamento, fez exatamente o contrário. Muitos homens criticaram a propaganda, com reações negativas e até ameaças de boicote a marca.

Fonte: Redação.