2019 é de quem faz

02/01/2019


Faz pouco mais de 24h que começamos um novo ano, é isso significa muito!

Cada um de nós tem o seu time, a sua velocidade e os seus marcos, que acontecem dia a dia. Mas todo dia primeiro de janeiro estes tempos se alinham, e todos começam tudo outra vez.

Clique e assista a live do João Riva sobre este conteúdo

A animação e a crença de que tudo dará certo faz parte do momento, que por si só é motivador. Neste ano, soma-se a elas a crença na economia e a animação geral do país com os próximos meses.

Teremos mais projetos a desenvolver, mais clientes a prospectar, mais gente a contratar e gerar emprego. É a vibe de toda virada de ano, né não?

Mas aí então vem as porradas do cotidiano, os projetos que dão dor de cabeça, as relações comerciais desgastando, as chuvas e tempestades, o Jornal Nacional trazendo más notícias e o clima motivador passa.

É justo que passe, já que nada pode durar eternamente. Mas também é bacana que dele sobre uma brasa acesa que mantenha nosso foco motivado e preparado pra entregar mais.

O setor de comunicação, experiências de compra, consumo e ponto de vendas vem crescendo. O dinheiro dos clientes não desapareceu, e num país com mais de 200 milhões de habitantes, há mercado para tudo, seja lá o que for. Trabalho há.

A motivação deve ser nossa mola propulsora para levantarmos da cadeira, mas um planejamento de ano bem feito (com objetivos, metas e evidências que comprovem cada entrega) é fundamental.

Que o ano seja do mimimi, mas não nosso. Que seja dos que reclamam e culpam os demais, mas não a gente. Que seja dos que postergam tudo para ver mais um seriado, mas não aqui.

O nosso 2019, bem como o do nosso mercado, depende só é unicamente de nós. Será o 2019 que nos faremos.