Papo Live de Gaúcho e Manezinho, mas você pode entrar também

04/10/2016

O Brasil me encanta. Viajar por ele e levar o Live Marketing é mais que um encanto é uma delícia.

Desde de que me dispus a fazer parte do grupo de profissionais da AMPRO que nos trouxeram o Live Marketing, não mais parei de trabalhar por ele.

No Promoview, começamos ainda Marketing Promocional e o Júlio, vanguardista que é, já dizia que éramos mais que isso.

Promocitarizamos de vez ao criarmos o termo Promocitários para nos definir como categoria profissional. E não é que o pessoal incorporou.

Fui pego de surpresa num hotel, em São Paulo, em plena época do Congresso Brasileiro de Live Marketing quando um rapaz, na minha frente, ao preencher a ficha de hóspede, a entregou ao atendente.

Este, ao olhar a ficha, disse: Senhor, aqui em profissão está escrito Publicitário? É isso? O homem respondeu: Não, sou Promocitário, com certo orgulho. Ao que o atendente retrucou: Desculpe, não conhecia. Ao que eu, mais cheio de orgulho ainda, aproveitando a deixa, disse: Eu também sou Promocitário.

A vontade sem fim de dizer que tinha sido eu quem começara a usar a palavra no Promoview foi substituída pela percepção de que ela não era mais minha, mas de uma categoria.

Hoje, somos Live, Live Marketing. O Nordeste, o Norte, o Sudeste e o Centro Oeste aderiram ao Live Marketing desde então, mas tinha a percepção de que o Sul não nos queria.

Na verdade, depois de várias tentativas de levar o meu Curso de Formação de profissionais em Live Marketing para Porto Alegre, Floripa e Curitiba falharem, ao contrário doque aconteceu em outras capitais, me levava a crer nisso.

Além, claro, de uma adesão pequena à AMPRO. Não podia desistir do Sul por vários motivos. Lugar de grandes amigos como Julio e Ariane Feijó, Tiago Fattori, Pedro Fossati, da querida e importantíssima Eliete, da Patrícia Correa, Grazy Prezutti, Greyce Lopes, Andre Dihl, Elaine Costa, do Rimoli... Enfim, gente Live de verdade. Dois motivos em especial me faziam tentar sempre.

O Promoview e o Live Marketing.

O Promoview, maior e mais importante portal de comunicação do Brasil, focado desde sempre no nosso mercado e responsável, certamente, pelo crescimento do Live Marketing no País, sediado em Curitiba, era um deles.

O outro é que a primeira vez que vi o nome Live Marketing foi numa Agência de Porto Alegre, a Mazah Live Marketing.

Como seria possível o Sul, precursor desse nosso caminho novo não estar engajado nesse momento especial da AMPRO e do Live Marketing como esse?

Fui a Sul semana passada. Dois dias em Porto Alegre e 3 dias em Florianópolis.

Bah, guri, foi o suficiente para o Sol se fazer. Três palestras maravilhosas, um encontro com mercado e a certeza de que o Sul está conosco. Uma porta aberta. Na Unissinos e Uniritter, nós fomos de hip hop e a galera veio pro GEA.

Me caiu os butia do bolso pelo carinho com que fui recebido. Fiquei tri feliz com a certeza de que vou voltar e que teremos mais gente se engajando na AMPRO.

Em Floripa foi caso de amor. Amei Florianópolis a ponto de decidir internamente que vou morar lá. Oh, querido vou voltar.

Lá em Floripa, tô cheio de intimidade, eu senti o amor por “um pedacinho de terra, perdido no mar, beleza sem par. Jamais a natureza reuniu tanta beleza, jamais algum poeta teve tanto para cantar.”

E eu me vi encantado na Live presença das figueiras que emolduram a cidade.

Uma palestra para cerca de 200 pessoas do mercado, um acolhimento enorme. Uma reunião que parecia de amigos de sempre, sentir a AMPRO e o Live Marketing ganhando espaço e corações foi muito bom.

Na Unisul, terminamos o dia, cantando e sendo acolhidos.

O Sul sempre foi Live, só não dizia. Fui lá e eles me disseram com o coração.

Agora sim, a hastag #somoslivemkt está completa no Brasil.

Ah, ainda há, claro, os do contra, os chatos, os que resistem, mas quando o refrão tocar, eles vão dançar com a gente, ou vão dançar no mercado.

Vamos lá? Solta o refrão DJ!

Isso é real. Ao vivo é muito mais legal. É sim.

Quem cantou , sabe.


Fonte:: Redação