Sanções comerciais e baixos preços do petróleo bruto são os responsáveis.

Patrocinadora da Copa, Adidas fechará 160 lojas na Rússia

11/08/2017

A menos de um ano da abertura da Copa do Mundo da Rússia, a Adidas, uma das patrocinadoras do principal evento da FIFA, decidiu fechar 160 lojas no país. A marca alemã, que cresceu globalmente 19,7% no primeiro semestre de 2017 em relação ao mesmo período do ano passado, tomou a decisão devido a uma tendência contrária em todo o território russo, ou seja, de queda nas vendas nos últimos anos.

De acordo com o Moscow Times, o CEO da Adidas, Kasper Rorsted, afirmou que as sanções comerciais impostas pela União Europeia à Rússia após o conflito com a Ucrânia e os baixos preços do petróleo bruto, principal ativo de exportação do país, são os principais responsáveis pela decisão da empresa.

Em 2013, Adidas e FIFA renovaram o contrato de patrocínio da marca alemã até a Copa do Mundo de 2030, quando a parceria completará 60 anos. Os direitos englobam, além das Copas do Mundo, todas as outras principais competições organizadas pela entidade máxima do futebol, que incluem Copas das Confederações (a deste ano foi disputada entre junho e julho na própria Rússia), Mundiais Sub-20 e Mundiais de Clubes.
 


Fonte:: Assessoria