Arena do Grêmio terá setor com restaurante e roda de samba

CBF cria área VIP com shows em jogo da seleção brasileira

15/08/2017

A Confederação Brasileira de Futebol anunciou uma novidade nas vendas de ingresso para o jogo entre a seleção e o Equador, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A partida, a ser realizada na Arena do Grêmio, terá um setor mais caro, com direito a uma série de atrações exclusivas.

O serviço foi chamado de Arena Canarinho. Ele será feito no primeiro anel da arena gaúcha, no setor com as cadeiras próximas à linha lateral do campo, mas não centrais. Quem estiver no espaço terá direito a serviço de bar e restaurante, além de roda de samba com o cantor Thiaguinho.

Para ter acesso ao setor, o torcedor terá que desembolsar R$ 650, o ingresso mais caro disponível na Arena do Grêmio para o jogo da seleção entre as cadeiras normais do estádio. O único espaço mais caro que a Arena Canarinho são os camarotes, que serão vendidos a R$ 800 por pessoa.

Apesar da roupagem nova, a CBF já havia apostado em algo parecido no jogo contra o Paraguai, realizado na Arena Corinthians. Na ocasião, foi feito o Setor Villa Mix, em parceria com a casa noturna de São Paulo. Nesse caso, foi montada uma estrutura no estacionamento do estádio corintiano, onde teve shows de Jorge e Matheus, Pedro e Benício e Israel Novaes. O preço cobrado por torcedor foi o mesmo: R$ 650.

A precificação, por sinal, foi praticamente mantida nas duas partidas. Em Porto Alegre, o ingresso mais em conta é de R$ 160, contra R$ 200 em São Paulo. Na Arena Corinthians, a CBF conseguiu um faturamento recorde em bilheteria com a seleção brasileira: foram mais de R$ 12 milhões. Na Arena Grêmio, a capacidade é superior em cerca de 10 mil pessoas em relação ao estádio paulista.  


Fonte:: Redação