Você merece prêmios, sim!

23/10/2018


Levar uma carreira de criativo não é moleza. Altas horas de dedicação aos jobs, clientes muitas vezes sem a menor compreensão do nosso setor e do que querem, empresas tentando se encontrar: por vezes, a rotina é tão intensa quanto um campo de batalha.  Mas, no fim das contas, existe um motivo do por quê fazemos o que fazemos.

Para uns é mudar o mundo, para outros, ajudar o próximo. Para mim, além do dinheiro existe um ingrediente a mais: a paixão pelo o que faço. Mas ainda tem uma parcela que gosta do glamour das premiações, do troféu, o que tem o seu lado bom: o reconhecimento de todo trabalho e esforço.

Resolvi estrear a minha coluna mensal aqui, no Promoview, a convite do Júlio Feijó, falando disso. Sempre fui low profile, mas de uns tempos pra cá comecei a observar o mercado e acho que é uma simplificação injusta achar que os prêmios da comunicação são somente vaidade.

O prêmio é o feedback do nosso trabalho é o benchmark e a chancela da nossa criatividade. Num mercado onde tudo é quase tão subjetivo, a busca do prêmio é o estímulo para a superação diária. Para lutar contra prazos apertados, contornar imprevistos com o time, manter seu exército sempre motivado e mover montanhas para evitar clientes insatisfeitos fazemos de tudo, certo? Mas também sabemos que nada é mais gratificante para esses verdadeiros guerreiros do que ter seu trabalho validado e reconhecido.

Há muito os maiores e melhores prêmios transformaram-se em avaliadores de políticas e estratégias de marca que asseveram valores. Muitos destes prêmios se tornaram tão tradicionais que acontecem por décadas, anualmente. Justamente por serem premiações conhecidas no mundo todo, qualquer comunicador já teria um enorme orgulho de assistir aos eventos, que dirá receber um prêmio de tão alta classificação. 

Quem não quer estar na plateia na premiação de Cannes, concorrendo? Seja lá qual for o resultado, já seria um sonho para muitos. Os maiores eventos do mundo, além de Cannes: Globes Awards, FIP – Festival Internacional de Marketing, Nuevas Técnicas de Comunicación, Innovación y Eventos, o EL Ojo de Iberoamerica, Prêmio Caio, entre tantos outros.

Bom, em 2018, a Outra Praia, minha agência, resolveu sair da sombra, e, pela primeira vez, nos inscrevemos em um festival internacional, com um dos cases mais inovadores para a Viacom, o "Dia de Brincar", colocando-o no shortlist de duas categorias. Resultado: somos finalistas nas duas categorias: Mejor ideia de marketing promocional em cultura, ócio e recreação e Eventos infantiles.

E que baita injeção de ânimo foi para equipe! Os neurônios já estão fervilhando e pensando em novos projetos. E ao contrário do que muitos acham não é por vaidade, mas por saber que estamos no caminho certo.

Então, participe, sim, se inscreva, e dê a você e a sua equipe a oportunidade de receber os aplausos de reconhecimento, caso eles não venham na primeira vez. Você saberá aonde errou e qual caminho seguir!

Continue tentando...

Desistir jamais.

 

TAGs: