Bacardí Legacy define os finalistas brasileiros

08/11/2018


O Bacardí Legacy, maior competição de coquetéis do mundo realizada por uma única marca, teve a sua semifinal brasileira no último dia 5 de novembro.

Dickie Cullimore, embaixador global do rum Bacardí, foi um dos jurados que elegeu as três melhores receitas originais apresentadas por bartenders de três Estados brasileiros. São eles: Ariel Todeschini Da Motta, do bar .Gin (Curitiba), com o drinque Entrelazado; Michelly Rossi, do bar Fel (São Paulo), com o drinque Blackbird; e Tom Oliveira, do bar Casa Quatro Oito (Florianópolis), com o drinque Ocho Maneras.

O evento, realizado no Espaço 555, contou com a presença de mais de 130 pessoas, que acompanharam a disputa entre bartenders. Nesta edição, o campeonato recebeu mais de 300 inscrições de 50 cidades brasileiras, de onde saíram os dez semifinalistas que mostraram suas habilidades para os jurados.

"Fiquei muito feliz ao chegar no Brasil pela primeira vez e ver o alto engajamento da comunidade de bartenders em torno do Legacy. O campeonato tem grande expressividade no mundo e os vencedores veem suas vidas mudarem em termos de contatos, habilidades e claro, legado.", conta o neozelandês Dickie.

Nos próximos meses os finalistas farão uma intensa campanha promocional de seus coquetéis em bares e nas redes sociais.

O resultado da estratégia é parte importante na composição da nota final e será apresentado durante a final brasileira, em fevereiro de 2019. O campeão irá para a final Global em Amsterdã em maio de 2019.

O vencedor brasileiro se juntará a outros 41 competidores de diferentes países em busca de um lugar na história da coquetelaria mundial.

O campeonato desafia bartenders excepcionais a criar um novo coquetel que seja digno de inclusão na lista de drinques clássicos da história da coquetelaria usando o rum mais premiado do mundo - a ser homenageado ao lado de clássicos como o Original Bacardí Mojito, o Original Bacardí Daiquirí e o Bacardí Old Cuban.

O Bacardí Legacy foi criado em 2008 para apoiar e celebrar talentos extraordinários da coquetelaria, dando aos participantes a oportunidade de criar um coquetel que resista ao teste do tempo tendo um legado duradouro.

A conquista do troféu representa uma mudança de vida para um bartender, cuja lista de vencedores anteriores, inclui Ago Perrone (Bar Connaught de Londres) e Shingo Gokan (Barman Internacional do Ano de 2017).

O vencedor de 2018, Erik van Beek, que trabalha no Bar TwentySeven em Amsterdã, está viajando o mundo apresentando seu coquetel vencedor Cariño.

Fonte: Redação Promoview.