Pedalada na Itaipu alerta sobre prevenção ao suicídio

01/09/2019


O objetivo foi divulgar mensagens de ajuda e a adoção de práticas rotineiras de hábitos saudáveis como antídotos contra as causas do ato de tirar a própria vida.

pedal viver e sorrirCerca de duzentas pessoas acordaram cedo no domingo (15) para ajudar a mostrar, na Usina de Itaipu, que o esporte pode ser um instrumento de alerta e precaução para um problema sério e silencioso, de abrangência global: o suicídio.

O melhor do marketing social está aqui.

Elas participaram do 1º Pedal Viver e Sorrir – passeio ciclístico promovido pelo Núcleo de Apoio à Vida de Foz do Iguaçu (Navifoz), em parceria com a Cia do Riso, como parte da campanha Setembro Amarelo na cidade.

A iniciativa teve como objetivo principal divulgar mensagens de conscientização e ajuda, e, também, a adoção de práticas rotineiras de hábitos saudáveis - pedalar, por exemplo - como antídotos naturais contra as causas do ato de tirar a própria vida.

pedal viver e sorrir

Entusiasta da causa, o diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, não apenas apoiou a iniciativa permitindo a realização do evento dentro da hidrelétrica como também vestiu a camisa da ação e pedalou os oito quilômetros do percurso de ida e volta entre a Barreira de Controle e o Mirante Central da usina.

“Proponho que cada um aqui assuma o compromisso de trazer pelo menos mais uma pessoa para participar da próxima edição, daqui a um ano, fazendo com que essa iniciativa seja cada vez mais conhecida e as causas do suicídio, mais enfrentadas.”, disse o general.

Pedal

A jornada solidária sobre rodas foi idealizada por Cristiane Fraga Pimenta e Daniela Rosa Mendes, que trabalham na Itaipu e são voluntárias do Centro de Valorização à Vida (CVV), a entidade promotora do Setembro Amarelo – uma campanha brasileira de conscientização sobre a prevenção do suicídio, criada em 2015.

A proposta foi associar a cor (que remete à atenção) ao mês do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, lembrado em 10 de setembro.

“Por causa do Setembro Amarelo, pensamos em algo que fosse ao mesmo tempo atrativo e que pudesse provocar a abordagem da prevenção ao suicídio.”, lembrou Daniela. “Assim surgiu a ideia de uma pedalada, que tem a ver com saúde, bem-estar e o cuidado consigo mesmo, pois atividades físicas e de lazer ajudam a trazer equilíbrio.”, completa.

Em família

Ciclistas experientes e novatos se misturaram no 1º Pedal Viver e Sorrir. Muitos aproveitaram o domingo de sol e foram em família. “Compramos as bicicletas nesta semana e começamos a pedalar juntos só agora.”, disse Jéssica Machado. Ao seu lado estavam o marido, Cristian Stanhaus, o filho Caio, de apenas três anos, e o padastro, Valentin de Araújo – o mais traquejado do grupo.

pedal viver e sorrir

Convidada a participar do passeio por uma amiga que atua na Cia do Riso, Jéssica destacou uma das virtudes do evento: tornar o trabalho do CVV mais conhecido. “Fiquei sabendo agora e estou muito impressionada pela importância dessa ação voluntária que pode salvar vidas.”

O problema

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 32 brasileiros se suicidam diariamente, em média, atualmente. No mundo, aproximadamente 1 milhão de pessoas se matam a cada ano. Os números reais, no entanto, devem ser muito maiores, pois a subnotificação é reconhecida.

Além disso, especialistas estimam que o total de tentativas supera o de suicídios em pelo menos dez vezes.

Ainda segundo a OMS, nove em cada dez mortes por suicídio poderiam ser evitadas, desde que houvesse ajuda e atenção. De acordo com especialistas, educar é o primeiro caminho para perder o medo de se falar sobre o assunto.

Segundo as entidades promotoras do Setembro Amarelo, é preciso quebrar tabus e compartilhar informações, pois esclarecer, conscientizar e estimular o diálogo contribuem para tirar o assunto da invisibilidade e mudar essa realidade.

Pedale na usina

O 1º Pedal Viver e Sorrir integrou o calendário do Circuito Ciclístico Itaipu, que mensalmente abre as portas da usina que mais gera energia no planeta para ciclistas da região. Basta se credenciar previamente, pela internet, e seguir as recomendações de segurança.

pedal viver e sorrir

Excepcionalmente, em setembro haverá mais um passeio, no próximo dia 22, com saída do Gramadão da Vila A. É o 7º Passeio Ciclístico Solidário, que integra a programação do 12º Torneio Sul-Americano de Arremesso de Celular. Serão dois percursos em direção à usina, um de 14Km, outro de 30Km.

Inscrições no site.

Mais informações pelos telefones (45) 3520-5334 ou (45) 3520-5273.

 

Fotos: Flávio Miranda/Itaipu Binacional.

Fonte: Redação.

TAGs: foz-do-iguaçu responsabilidade-social setembro-amarelo