Itaú incentiva a leitura para as crianças

12/10/2019


Edição 2019 da campanha “Leia Para Uma Criança” tem início com duas superproduções inspiradas na trajetória de superação de Thompson Vitor e sua mãe, dona Rosângela Marinho.

A trajetória de perseverança de jovem Thompson Vitor, que passou em 1º lugar no exame do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) em 2015, é a narrativa inspiradora e real da edição 2019 do projeto “Leia para uma Criança”.

O melhor do marketing social está aqui.

Leia também: Itaú emociona ao valorizar buscas da paternidade.

Promovido pelo Itaú Unibanco e pela Fundação Itaú Social, a campanha distribui livros gratuitos e incentiva a leitura na primeira infância há anos no Brasil – reforçando o potencial dela como agente transformador dos indivíduos, famílias e da sociedade.

Diferente dos últimos anos, em que histórias fictícias foram contadas na ação de comunicação da campanha, em 2019, pela primeira vez, uma história real de superação por meio da educação é apresentada nas telas. Criada pela DPZ&T, a campanha multiplataforma ilustra mais uma vez o efeito da leitura durante os primeiros anos da criança com a grandiosidade exigida pela importância do tema.

Mas o que a história de Thompson tem de especial? Morador de Paço da Pátria, na Zona Leste de Natal (RN), ele vivia com sua família – e sua mãe, Rosângela Marinho, trabalhou por muitos anos como catadora de lixo para fins recicláveis. Enquanto buscava os materiais que ajudavam no sustento familiar, ela também procurava diariamente por livros descartados, os levava para casa e lia as histórias para seus filhos.

Quando aprendeu a ler, o próprio Thompson começou a se aventurar pelos conteúdos de diversos autores, e ansiava pelo fim de semana para mergulhar nos livros e quadrinhos levados para casa pela mãe.

A persistência de Rosângela o levou a estudar mais tarde em Fortaleza, quando ganhou uma bolsa de estudos da Organização Educacional Farias Brito. Ele seguiu estudando, passou em 1º lugar na IFRN e não parou - atualmente, cursa Química na universidade de Rochester, em Nova York, nos Estados Unidos.

“Pela primeira vez, buscamos uma história real de superação por meio dos livros. É mais uma forma de comprovar o quanto é primordial o adulto entender a importância da imaginação e do acesso aos livros para o desenvolvimento das crianças. Neste caso específico, ouvir e ler histórias desde cedo geraram um impacto definitivo no futuro de Thompson e de sua família, levando-o para um caminho incrível que não seria possível sem a educação. É o pilar que trabalhamos desde o início do programa: causa e efeito da leitura na vida de uma criança.”, explica Eduardo Tracanella, diretor de marketing institucional do Itaú Unibanco.

Para contar a história inspiradora de Thompson e Rosângela, foram feitos dois filmes – um contado do ponto de vista adulto, a mãe, que imagina um futuro promissor para seu filho; o outro segue a visão da criança, ilustrando a consequência da leitura na vida de Thompson. As estreias das campanhas acontecem durante o intervalo do Jornal Nacional e da novela das 21h da TV Globo no dia 7 de outubro.

Como nas campanhas do programa de 2017 e 2018, vencedoras de diversos prêmios – incluindo o Profissionais do Ano por dois anos consecutivos na categoria “Mercado Nacional” – os filmes traduzem o poder que as histórias têm de estimular a imaginação e a autoconfiança, ampliar horizontes, desenvolver potenciais e impactar a criança de um modo tão imersivo que seu futuro não reconhece barreiras a partir daquele momento.

Ainda em outubro, a campanha continua com novidades dos Livros digitais Itaú Criança, assim como um minidocumentário e outras ações especiais, incluindo envolvimento de influenciadores trocando livros em seus perfis no Instagram.

Incentivo à Educação

A iniciativa do Leia para uma Criança integra uma das causas que o Itaú Unibanco apoia, a da Educação. “A leitura feita pelo adulto com a criança é um poderoso instrumento para a aproximação da família com a literatura. Além de ser um momento prazeroso, de troca e fortalecimento de vínculos afetivos, incentiva a participação ativa de todos na educação dos filhos desde a primeira infância. O livro funciona como mediador dessa relação, é por meio dele que esse momento tão especial acontece, contribuindo para o desenvolvimento de inúmeras habilidades, do vocabulário, ao imaginário e à criatividade. Por isso, dedicamos nossa atenção à seleção criteriosa das obras que compõem a coleção de livros infantis, tanto em relação ao texto quanto às ilustrações.”, afirma a superintendente do Itaú Social, Angela Dannemann. 

Em sua nona edição, a programa vai distribuir 3,6 milhões de livros em todo o País, em kits compostos por edições exclusivas de “Leo e a Baleia”, de Benji Davies, e “O Tupi que Você Fala”, de Cláudio Fragata.

Os pedidos podem ser feitos pelo site , e são abertos para qualquer pessoa, cliente ou não do Itaú.

Os livros infantis são selecionados por meio de edital – as obras passam por uma curadoria de especialistas em literatura infantil, Organizações da Sociedade Civil, Secretarias de Educação, Cultura e Assistência Social, bem como Voluntários do Itaú Unibanco, adultos e crianças de diversas regiões do País – e as escolhidas são distribuídas gratuitamente. 

Em 2019, 600 mil kits do Leia para uma Criança serão enviados pelo Itaú Social a crianças matriculadas na rede pública de municípios considerados de alta e muito alta vulnerabilidade, principalmente nas regiões Norte e Nordeste do País.

A distribuição focalizada também será feita para Bibliotecas Comunitárias e Organizações da Sociedade Civil. Desde a criação do programa, mais de 54 milhões de livros impressos foram distribuídos – incluindo edições em Braile e letra expandida.

Os livros serão distribuídos para uma lista de cidades monitoradas pela Unicef, e também para municípios que já fazem parte do projeto Melhoria pela Educação – programa que trabalha com o desenvolvimento de tecnologias sociais, promovendo formações continuadas para gestores educacionais.

As formações abordam tanto o eixo da gestão pedagógica quanto o da gestão administrativo-financeira – desta forma, os profissionais se preparam de maneira ampla para desempenhar suas funções. O projeto atua em cidades de pequeno e médio porte que tenham IDH menor ou igual à média de seus estados.

Além disso, a formação de mediação de leitura “Infâncias e Leituras”, promovida pelo Itaú Social, está com inscrições abertas para uma nova turma – basta acessar aqui

Rodadas em São Paulo, as duas peças têm produção da Saigon, direção de Vellas, e, mais uma vez, contam com uma trilha sonora gravada com um coral de crianças. Agora, reinterpretando a música “Dirty Paws”, da banda Of Monsters and Men. Confira abaixo:

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

Fonte: Redação.

TAGs: itaú itaú-unibanco leia-para-uma-criança responsabilidade-social