Perceber diferentes possibilidades por trás de cada momento da vida, até os mais rotineiros. Essa é a missão da Colorado, que há 20 anos traz um toque de brasilidade em  suas cervejas, ao misturar ingredientes nativos a água, malte, lúpulo e levedura. E dessa vez, a marca convida os consumidores a ‘desibernar’ para o sabor.

Colorado lança “O Sabor é Cego”

18/06/2017

Perceber diferentes possibilidades por trás de cada momento da vida, até os mais rotineiros. Essa é a missão da Colorado, que há 20 anos traz um toque de brasilidade em  suas cervejas, ao misturar ingredientes nativos a água, malte, lúpulo e levedura. E dessa vez, a marca convida os consumidores a ‘desibernar’ para o sabor.

A campanha online “O Sabor é Cego”, criada pela Santa Clara – parceira da M&C Saatchi, busca provocar as pessoas para valorizar a biodiversidade de ingredientes brasileiros, em especial, as frutas.

A novidade surgiu ao lançar sua nova linha de cervejas frutadas – Nassau, uma IPA, com Caju; Eugênia, session IPA com Uvaia; Murica, uma Cream Ale com Graviola; e Rosália, a união das frutas vermelhas brasileiras (amora-do-mato, cereja-do-rio-grande e grumixama) –, que desibernou a marca para uma questão de interesse nacional: as frutas brasileiras.

Representantes da biodiversidade do país e que são, praticamente, esquecidas e desperdiçadas. Tanto que 30% das frutas nem chegam aos pontos de venda por causa de sua aparência. Ou seja, não estão estragadas ou maduras de mais, apenas não têm um formato padrão, por assim dizer. Além disso, 92% das pessoas consomem as frutas apenas in natura, não aproveitando outras utilizações, como receitas de geléias, sucos, bolos e até cervejas.

A Colorado então, decidiu convidar as pessoas para desenvolver uma outra visão. Mostrando que todas as frutas têm qualidade e sabor. As feias, as bonitas, as que ninguém conhece. A campanha “O Sabor É Cego” tem como objetivo despertar as pessoas para o tema e provocar a valorização da nossa biodiversidade e apoiar os pequenos produtores e projetos que priorizam frutas, principalmente aquelas que ninguém quer ou fora dos padrões conhecidos.

O conteúdo da campanha segue a dinâmica de vídeos e posts divertidos e pensados especialmente para cada plataforma (computadores, celulares, tablets etc), além das redes sociais.

Conheça as novas cervejas frutadas da Colorado

Nassau: Recife, 1600. Percebendo a importância do caju, Maurício de Nassau estabelece uma multa de 100 florins para quem derrubar um cajueiro. Ribeirão Preto, 2016. Percebendo que uma White IPA poderia muito bem ter um toque brasileiro, a Colorado lança a Nassau. A combinação de uma IPA com os maltes de trigo e o nosso caju. Cerveja clara e não filtrada, sabor marcante com amargor presente na medida. Teor alcoólico 5,8%vol.;

Eugênia: A Colorado, acredita que coisas boas podem vir da união de duas partes distintas, quase opostas. Por isso buscamos a Uvaia para fazer a nossa Session IPA, uma fruta delicada por fora, mas que carrega uma marcante acidez por dentro. Desta mistura surgiu a Eugênia, nome científico da Uvaia. Teor alcoólico: 4,50%.

Murica: Apaixonados pela miscigenação brasileira, casamos a maciez da Cream Ale com o agridoce da graviola, fruta que nasceu no Caribe e cresce no Brasil há mais de 500 anos. Tanto, que já tem até apelido: araticum, coração-de-rainha ou jaca-do-pará, mas o nome de batismo mesmo é Annona muricata. Assim nasceu a Murica, mais um fruto de nossa intimidade com o Brasil. Teor alcoólico 4,7%vol.

Rosália: Amora-do-mato, cereja-do-rio-grande e grumixama. Nativas da Mata Atlântica, assim como a inspiração para Rosália, que veio do nome científico de um dos apreciadores naturais desse trio: o mico-leão-dourado, ou Leontopithecus rosalia. De galho em galho, ele passa pela mata em busca das mais deliciosas frutas vermelhas brasileiras. Surgiu, assim, uma fruit beer ácida e com leve dulçor frutado. Teor alcoólico: 4,50%.

 


Fonte:: Redação