Globalstar participa da Agrishow 2017

30/04/2017


A Globalstar, empresa americana de telecomunicações via satélite, participará da Agrishow 2017 - uma das maiores e mais completas feiras de tecnologia agrícola do mundo e a mais importante da América Latina. O evento será realizado em Ribeirão Preto (SP), entre os dias 1º e 5 de maio.

Na ocasião, a multinacional vai apresentar soluções e equipamentos voltados para a comunicação e o rastreamento de equipamentos agrícolas e o gerenciamento de operações por meio de tecnologia satelital, em regiões remotas onde não há cobertura da telefonia fixa ou celular, superando os problemas com a limitada cobertura no país. O diferencial da multinacional é a utilização de satélites em órbita baixa, que permite uma conexão rápida e com alta estabilidade.

Ao longo dos últimos anos, a empresa tem feito altos investimentos em três gateways, estações terrestres que fazem integração com as redes locais, no Brasil (Manaus, Petrolina e Presidente Prudente) que elevaram ainda mais a confiabilidade dos serviços. Com uma estratégia agressiva de crescimento no mercado brasileiro, a empresa conta com um amplo portfólio de soluções voltadas para necessidades de comunicação, rastreamento pessoal e de ativos e monitoramento de dados.

Na feira, a empresa estará promovendo o pré-lançamento do equipamento Sat-Fi, um hotspot satelital que permite que qualquer dispositivo com tecnologia Wi-Fi possa operar através da rede satelital Globalstar. Smartphones, tablets e computadores móveis podem fazer ligações de voz e transmitir dados mesmo quando estiverem fora da cobertura tradicional, ampliando muito o escopo de utilização da tecnologia via satélite e sendo uma excelente solução para comunicação em fazendas e cooperativas agrícolas. O equipamento deve estar oficialmente disponível no mercado em Junho.

Além disso, a Globalstar traz também suas soluções já conhecidas pelo setor agrícola. O telefone móvel satelital GSP-1700, com excelente qualidade de voz digital, possui cobertura de serviço em 100% do território nacional e até 200 milhas náuticas mar adentro desde qualquer ponto da costa brasileira. Leve e compacto, o aparelho é extremamente simples de ser utilizado e altamente confiável.

Importante ressaltar que atualmente os custos desse tipo de serviço são extremamente acessíveis e comparáveis aos custos de telefonia celular convencional. O SPOT Gen3, primeiro rastreador pessoal via satélite do mundo, oferece diversas funções de segurança e comunicação. A pessoa que utiliza o equipamento pode ser rastreada em tempo real, e todas sua movimentação é plotada em uma plataforma Google Maps, que pode ser acessada em área restrita dentro do site da empresa ou através de aplicativo para smartphone.

Além disso, é possível enviar mensagens via SMS ou e-mail para contatos pré-programados solicitando ajuda em caso de imprevistos ou acidentes, ou até mesmo iniciar uma operação de resgate através de função SOS. Essas operações são coordenadas por um Centro Internacional de Coordenação de Resgates e Emergências, localizado nos EUA que atende usuários do mundo todo.

Mais de 5.000 resgates já foram iniciados através do rastreador SPOT, e a média atual é de dois resgates por dia. Outro equipamento que a multinacional apresenta é o SPOT Trace, excelente dispositivo antifurto para qualquer tipo de equipamento, veículo ou embarcação. O rastreador dispara mensagens SMS e e-mail sempre que o objeto rastreado entrar em movimento e em repouso. Da mesma forma que o SPOT Gen3, todas as coordenadas são armazenadas em plataforma Google Maps, que pode ser acessada no site da empresa ou através de aplicativo próprio disponível para iOS e Android.

“O mercado agrícola tem extrema importância dentro da estratégia de crescimento da empresa para os próximos anos no Brasil. Em um período onde ainda encontramos retração ou estagnação na maioria dos mercados, apostamos muitas fichas no agronegócio, que prevê um crescimento de 2% para o ano. Todos nós sabemos das limitações em relação às coberturas das tecnologias tradicionais de comunicação no país, e as nossas soluções satelitais oferecem a possibilidade de contornar esses problemas com custos extremamente acessíveis, gerando aumento de produtividade para o setor”, comenta Cristiano Dias Tito, diretor de vendas da Globalstar no Brasil.

Presente em mais de 120 países, a Globalstar conta com 72 satélites próprios, e foi a primeira empresa a lançar uma segunda geração de satélites em órbita, formando a maior e mais moderna constelação do mercado. 

Fonte: Assessoria