A edição 2017 da Brasil Cycle Fair, principal feira de bicicletas da América Latina, está chegando. De 22 a 24 de setembro, no Centro de Exposições São Paulo Expo, localizado no início da Rodovia dos Imigrantes, a feira promete uma série de atrações para os interessados por tudo que envolve o ciclismo.

Brasil Cycle Fair promete novidades

17/09/2017

A edição 2017 da Brasil Cycle Fair, principal feira de bicicletas da América Latina, está chegando. De 22 a 24 de setembro, no Centro de Exposições São Paulo Expo, localizado no início da Rodovia dos Imigrantes, a feira promete uma série de atrações para os interessados por tudo que envolve o ciclismo.

Em parceria com o Jardim Botânico, localizado próximo ao São Paulo Expo, a feira vai sediar a última etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB). Será a primeira vez que uma etapa do campeonato será realizada na capital paulista. A prova reúne atletas de diferentes estados para uma disputa em uma pista de aproximadamente 5,8 km.

Para interagir ainda mais com o público, a CIMTB Levorin será aberta na sexta-feira (22), às 20h, com a Night Run Cross Country, uma trail run noturna para os corredores de rua pelas trilhas demarcadas da pista de mountain bike. No sábado (23), a corrida de rua acontece novamente e no mesmo horário.

O Campeonato Brasileiro de BMX Super Spine, maior circuito de BMX profissional da América Latina, também terá uma etapa na feira, que valerá, inclusive, para o ranking nacional da modalidade. A competição, recheada de manobras radicais, contará com a participação dos principais atletas latino-americanos.

Outra atração é o Tech Cycle Challenge, que tem como objetivo reunir, durante dois dias, um grupo de desenvolvedores, designers, empreendedores e especialistas em mobilidade para trabalhar no desenvolvimento de plataformas digitais, como aplicativos, sistemas e chatbots, trazendo mais tecnologia para o setor e melhorando a mobilidade.

Para quem gosta de se informar sobre o mundo do ciclismo, haverá uma série de palestras mediadas por Renata Falzoni e Daniel Guth. Em outro setor, empresas que produzem acessórios e bicicletas totalmente feitos à mão poderão apresentar seu trabalho.

E como ir a uma feira de bicicletas e não pedalar? Pensando nisso, a Brasil Cycle Fair criou uma área de teste para os visitantes. Quem for à feira, poderá escolher o modelo que mais lhe agradar entre as marcas TSW, Specializa, Tek, Scott, Groove, Audax, Merida e Thule e pedalar por um percurso de quase dois quilômetros de asfalto. A ideia é que o visitante experimente todos os aparatos e a tecnologia da bicicleta escolhida. Além dos testes de bike, a Thule ainda levará cadeiras para transporte de crianças na parte traseira e dianteira, um carrinho de engate na bicicleta e também um carrinho de transporte infantil para corrida.

Para fechar, a feira também está focada nos negócios. Mais de 50 empresas do mercado de bicicletas espalhadas por todo o Brasil têm presença confirmada na Brasil Cycle Fair 2017, desde as grandes marcas até startups. Na última edição, foram movimentados aproximadamente R$ 70 milhões em negócios durante a feira. A expectativa, com a nova estrutura e repleta de inovações, é superar essa marca este ano.


Fonte:: Redação