Ai Weiwei assina a arte do pôster da 41ª Mostra Internacional

25/09/2017


A Mostra Internacional de Cinema em São Paulo apresenta o cartaz de sua 41ª edição, com a arte assinada pelo artista chinês Ai Weiwei, que tem uma trajetória marcada pela questão dos direitos humanos em seu país e, nos últimos anos, pela crise global dos refugiados.

O artista, que trabalha também com cinema e arquitetura, ganhou reconhecimento mundial pela sua abordagem do tema, como pode ser visto na obra Hands Without Bodies (2017), que estampa o pôster, e também no seu filme Human Flow (2017), que será exibido na abertura do evento, no dia 18 de outubro, no Auditório Ibirapuera, e estará na programação. A produção será distribuida no Brasil pela Paris Filmes. Baixar o pôster

A arte do cartaz destaca a peça de mármore branco, pertencente a um conselho do Israel Museum, em Jerusalém, que traz duas mãos se unindo para simbolizar a ideia do artista de que o futuro da humanidade se encontra na força da conexão entre as pessoas.

A falta disso é explorada em seu filme, apresentado no Festival de Veneza e centrado no fluxo humano migratório em meio a uma grave crise mundial neste sentido.

As duas obras dialogam com outras de Ai Weiwei em que ele aborda o tema, como a instalação de coletes salva-vidas nas colunas da Konzerthaus de Berlim e botes salva-vidas nas janelas do histórico Palácio Strozzi, em Florença, no ano passado; a exposição de roupas e calçados recolhidos de campos de refugiados, em uma galeria de Nova York, também em 2016; e no enorme e "lotado" barco inflável de resgate da exibição atual de Law of the Journey, na Galeria Nacional de Praga.

A temática também permeia parte da seleção desta edição da Mostra, além de Human Flow e do pôster, em longas de diversos países.

Fonte: Redação