A Digitalks lançou, na última terça-feira (10), o documentário “A nova cadeia publicitária: os novos e velhos players do mercado digital”.

Digitalks aponta boas possibilidades de negócios para as agências

18/10/2017

A Digitalks lançou em outubro o documentário “A nova cadeia publicitária: os novos e velhos players do mercado digital”. A produção, realizada em parceria com a Smarty Talks, retrata diferentes perspectivas sobre as mudanças que afetam o mercado publicitário.

Segundo a visão da empresa, o Brasil “está no meio do furacão da era digital”, algo similar com o que ocorreu nos Estados Unidos há alguns anos.

Na prática, essa nova era sinaliza inúmeras oportunidades para quem trabalha com criatividade. As agências, por exemplo, têm diante de si muitas possibilidades de novos negócios, mas desde que reinventem determinados processos e tenham foco maior em business, inovação e tecnologia.

Em conversa com a reportagem, Gabriela Manzini, head de conteúdo da Digitalks, concorda com essa visão. “Há muitas possibilidades de negócios para as agências que conseguirem se reinventar. Uma ideia para isso acontecer é a separação de um grupo multidisciplinar de inovação dentro da agência, para trazer insights, criar produtos ou novas formas de trabalhar para clientes específicos”, analisa.

O cerne da questão é a transformação digital, uma das prioridades de qualquer CEO de grande anunciante hoje em dia. As empresas precisam renovar seus modelos de negócios, antes que sejam engolidas por alguma disrupção como Uber. Nesse cenário, as agências têm a condição de se envolverem profundamente na questão, entendendo e propondo novos modelos de negócios para seus clientes.

“Há cinco anos, se falava em digital como competidor da publicidade tradicional, mas isso acabou. O digital é o centro das estratégias de comunicação e tem, em torno de si, mídias ditas “tradicionais”, mas muito fortes, como TV, rádio e impresso. Nesse cenário, vivemos o melhor momento para as agências que conseguir se movimentar em direção à tecnologia, sejam elas pequenas, médias ou grandes grupos”, concorda Flávio Horta, CEO da Digitalks.

Insights do Dmexco

Além de apresentar o documentário, a Digitalks conduziu um debate sobre o Dmexco, um dos principais eventos de marketing digital do mundo, que atraiu 50 mil pessoas neste ano à cidade alemã de Colônia e demonstrou grande vigor de negócios.

A empresa levou um grupo e profissionais do mercado para conhecer o evento. Conduzidos por Flávio Horta e Gabriela Manzini, participaram da conversa Essio Floridi (managing director da Trading Lab), Rodrigo Tigre (sócio-diretor da RedMas) e Daniel Galvão (CWO da CRP Mango).

Flavio Horta (Digitalks), Gabriela Manzini (Digitalks), Essio Floridi (Trading Lab), Rodrigo Tigre (RedMas) e Daniel Galvão (CRP Mango)

“O evento trouxe grandes discussões, como o uso de dados na comunicação, a mudança do User Interface para o No Interface, e inteligência artificial, além do crescimento da importância do vídeo online na comunicação”, analisa Floridi. Na esteira da Dmexco, essas discussões tendem a ganhar caldo nos próximos meses no Brasil.


Fonte:: Redação