Amor ao prospect

28/05/2019


Meu texto Amor é Marketing e Conteúdo rendeu.

Muita gente gostou e nos contatou ampliando o escopo da teoria.

Dentre elas está Paula Entringer, de São Paulo, que nos enviou um belo texto seu, escrito antes do meu, que, curiosamente, envereda pelo mesmo caminho.

Estudante de Letras, na Unip, com passagens por empresas fornecedoras do live marketing no nosso mercado, Paula tem muita coisa em comum comigo (Que sou formado em Letras, por exemplo).

Mas, pelo que li, tem um talento incrível para escrever. Maior que o meu.

Por isso, para homenageá-la, e dar continuidade ao tema, coloco, a seguir, seu belo texto, chamado AMOR AO PROSPECT.

prospect tony coelho

“Engraçado pensar que temos que ter amor pelo que fazemos, mas o marketing seja uma exceção.

No caso do marketing, você tem que viver e transpirar o que você faz, você tem que carpe diem, e carpe noctrem.

Até que chega um momento, em que você se pega, em seu carro, ouvindo uma trilha sonora que dá o insight de como atingir aquele cliente com o qual você tem tentado, há alguns meses, marcar uma reunião.

Ou, quando está no banho quente e neutro e te dá o insight de uma nova abordagem que o fará mover as engrenagens de sua empresa.

E então, em você, começa a imergir uma paixão para a qual você não estava preparado, ou melhor, nem sabia que existia.

Seus e-mails estão na caixa de Spam de seus clientes e parece até que você foi silenciado no WhatsApp pelo seu crush.

Aí, quando prospectar começa a te surrupiar já a pouca autoestima que lhe restou, seu e-mail sibila uma notificação de nova mensagem.

Com o coração acelerado, você clica para ver a chegada de um possível bom retorno das sementes que plantou e então o marketing lhe dá um nocaute nas expectativas, quando você vê que é só mais uma propaganda ou newsletter daquela empresa em ascensão.

Então, o que era paixão, se tornou amor, não só amor, se tornou honra ao mérito. E você, triste não mais aguarda e marca um encontro pro café.”

E esse amor tem formado grandes profissionais de Comercial e prospect e eu espero que não só a Paula, mas que todos entendam que prospectar no amor é um bom exercício de aproximação e argumentação.

Por falar nisso, vai um café? Quando, onde?

café tony coelho

 

Por Tony Coelho.

TAGs: artigo Marketing tony-coelho