Vista a fantasia. Tire a fantasia. Tem mais festa

12/01/2019


Foi-se um ano, veio outro e é quando você pensa: As festas acabaram. Nada, nem começaram ainda.

Há quem peça trabalho, ok. Então, vamos lá.

Esqueçam os Reis Magos e mãos aos tamborins.

“Ai, ai, ai, ai, tá chegando a hora...”

O Carnaval tá chegando e muita gente está pensando, desde já, na fantasia.

Há lugares, como no Rio, São Paulo e em Salvador, por exemplo, nos quais o Carnaval já começou. Blocos e eventos na rua antecipam a Festa de Momo, e, ainda bem, porque isso é trabalho para nossa gente, nossas agências, e mostra que o Carnaval é espaço para o live marketing, que já também colocou seu bloco na rua.

Mas, voltemos às fantasias.

Considerando que um dos sentidos da palavra fantasia é: "Faculdade de imaginar, de criar pela imaginação", imagine, viaje e realize.

Coloque a vestimenta da festa (também significado de fantasia) e se esconda, ou se mostre, na alegria.

Só não se esconda da vida ou das pessoas para ser covarde nas ações. Carnaval não esconde caráter em nenhuma fantasia. Assuma-se feliz na diversidade e nas opções.

Se não gosta do Carnaval, viaje e fantasie na leitura e nos programas sem folia. Vista-se na sua crença, no ideal, no texto, no amor, no trabalho e evite o ódio e as críticas dirigidas a quem gosta. Somos diferentes, diversos. Respeite.

Em quatro dias ninguém muda tanto a ponto de se transformar na própria fantasia. Daí, apenas divirta-se.

Quando o Carnaval passar, retire a fantasia, vestimenta ou máscara e seja você mesmo na fantasia criativa ou num de seus vários outros significados como: Atividade representativa com certo grau de criação, cujos conteúdos são determinados por ideias súbitas e por lembranças modificadas ou enfraquecidas de objetos, acontecimentos e situações, inclusive sua significação emocional.

Isso porque, em outro sentido, fantasia significa: "assombração, fantasma, visão".

Não deixe que, depois do Carnaval, os fantasmas do medo e da crise cortem suas ideias e criatividade. Vista a roupa da coragem e vamos, juntos, mexer com o mundo.

Só quem sonha, fantasia criativamente, muda as coisas, por isso respeite os sonhadores, e, se for o caso, ajude-os a realizar seus sonhos.

Não fossem as fantasias de homens como Einstein, Ford, Jobs, Chico Xavier, Stephen king, da Vinci... o mundo seria muito pior, sem fantasias que viraram realidade, graças à sua insistência em tangibilizá-las.

Aliás, qual a sua fantasia?

Para o Carnaval e para vida.

“... o dia já vem raiando, meu bem, e eu tenho que ir embora...”

Mas vou fantasiando, ok?

TAGs: artigo Carnaval tony coelho