Publicitários celebram dia da profissão com avaliação do mercado

01/02/2019


A categoria celebra, neste 1º de fevereiro, seu dia, ressaltando a responsabilidade social e a importância do profissional para a economia.

Segundo dados do setor, a indústria da comunicação no Brasil movimenta, aproximadamente, R$ 120 bilhões ao ano, o que corresponde a mais de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do País.

Muito desse resultado positivo se deve à versatilidade do publicitário, profissão que desempenha importante papel na cadeia econômica e que celebra, neste 1º de fevereiro, seu dia.

Neste contexto, Gustavo Queiroz, presidente do Sinapro-Bahia (Sindicato das Agências de Propaganda do Estado da Bahia), avalia que o profissional de publicidade tem uma grande relevância nos resultados alcançados pelos clientes das agências.

Gustavo Queiroz, presidente do Sinapro-Bahia (Foto: Ulisses Dumas/Argo Imagem).

“Hoje, ao observar a situação mundial, verificamos que, nunca antes, a comunicação teve tanto poder, relevância e importância.”, afirma a publicitária Carol Cruz.

Segundo ela, que é professora e coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda da Uniceusa, “O publicitário entra justamente nessa situação, trazendo formas diferenciadas e possibilitando a facilidade do acesso à informação, à comunicação e à interatividade entre o comércio, ou seja, a movimentação da economia e os clientes.”, ressalta.

Diante da revolução da Era digital, o publicitário se adaptou. “Agora, o mundo está passando por grandes mudanças, a publicidade também mudou, mas o publicitário tem talento para mudança e a gente está construindo uma nova publicidade”., observa Ana Carolina Monteiro, diretora do núcleo de Planejamento, Conteúdo e Mídias Sociais do Grupo Engenho.

O estudante do 5º semestre do curso de Publicidade e Propaganda da Unifacs, Bruce Marinho, já está ciente deste novo cenário profissional. “Engraçado que quando nós entramos na faculdade, temos uma dimensão um pouco estreita. Só conseguimos enxergar a parte da criação, mas descobre, então, um mundo novo. Um mercado muito rico, que envolve áreas como mídia, planejamento, produção, e profissionais de diversas habilidades e perfis.”, observa.

Um dos exemplos dessa diversidade de atuação é o publicitário Paulo Magalhães, que responde pela coordenação de Marketing do Salvador Norte Shopping. Ele explica que um dos principais desafios de trabalhar no marketing de um centro de compras é estar sempre conectado ao consumidor, para oferecer um conteúdo que seja relevante e opções de experiências marcantes.

“Para isso, a gente conta com a parceria da nossa agência de publicidade, da nossa assessoria de imprensa e comunicação e dos demais fornecedores de comunicação visual, que fortalecem o mercado de publicidade na Bahia.”, comenta Paulo.

A importância e a responsabilidade social do trabalho do publicitário são lembradas por Lucas de Ouro, sócio-Diretor de Criação na Tuppi Criatividade e membro da diretoria do Clube de Criação da Bahia (CCBA).

“A gente tem uma responsabilidade social, cultural, afinal de contas, tudo que a gente cria dentro da agência reverbera, tudo que a gente faz vai para as ruas, está na boca do povo, e assim a gente cria novos hábitos, e, assim, a gente também, reforça alguns estereótipos.”, adverte o publicitário.

 

Fonte: Redação.

TAGs: