MasterCard vai permitir que trans escolham nome no cartão

23/06/2019


Para muitos da comunidade LGBTQIA+, o nome em seu cartão de crédito, débito ou pré-pago não reflete sua verdadeira identidade.

mastercard trans Como resultado, para as comunidades transgênero e não-binárias em especial, o cartão em seu bolso pode ser um ponto sensível, distorcendo a sua verdadeira identidade ao fazer compras e em sua vida cotidiana.

Leia também: Anuário Brasileiro de Live Marketing destaca a Diversidade na comunicação

Esta semana, a MasterCard assumiu o compromisso de enfrentar esse desafio introduzindo o cartão True Name.

A empresa está trabalhando com parceiros para criar um produto que permitirá que nomes sociais apareçam nos cartões sem a necessidade de uma mudança jurídica do nome. Isso resolverá um ponto que causa muita dor na comunidade transgênero e não-binária.

A MasterCard pede que o setor aplique esses padrões para todos, garantindo uma maneira de os produtos financeiros das pessoas refletirem sua verdadeira identidade.

mastercard trans

No geral, quase um terço (32%) dos indivíduos que mostram identidades com um nome ou gênero que não correspondem à sua apresentação relatam experiências negativas, como serem assediados, negados e/ou atacados.

Como tal, muitos indivíduos transgêneros optam por abdicar do custo, complexidade e ansiedade associados ao nome oficial e às mudanças de gênero. Até o momento, este tipo de discriminação vinha sendo transferido para os seus cartões e mecanismos de pagamento.

Durante um painel de discussão com a Comissão de Direitos Humanos da cidade de Nova York, a MasterCard divulgou esta iniciativa e está trabalhando para levar o cartão True Name ao mercado.

“Somos aliados da comunidade LGBTQIA+, o que significa que, se vemos uma necessidade ou se esta comunidade não está sendo servida da maneira mais inclusiva, queremos ser uma força de mudança para ajudar a resolver e aliviar pontos problemáticos desnecessários.”, disse Randall Tucker, diretor de Diversidade e Inclusão da MasterCard.

“Isso se traduz não apenas em nossa comunidade de funcionários da MasterCard, mas também em nossos portadores de cartões e nas comunidades em que atuamos de forma mais ampla. A nossa visão é que todo cartão deverá servir para todos.”, completa Tucker.

Fonte: Redação.

TAGs: lgbtqi+ mastercard