Influenciadores apoiam a #MelhorDoar do Exército de Salvação

11/04/2019


Depois do Porta dos Fundos, Maurício Meirelles, Jovem Nerd e Nerdologia também aderiram à iniciativa que segue como uma corrente, dando ainda mais visibilidade ao trabalho da entidade.

Além de roupas, mobiliário e dinheiro, o Exército de Salvação passou a aceitar também vídeos do YouTube como doação. Isso mesmo!

Leia também: Cannes Lions investe no marketing social.

Leia também: Centro Europeu aceita o desafio do Chapolin Challenge.

Por meio da ação #melhordoar, youtubers podem doar seus vídeos que não usam mais para a instituição, que atua em 126 países promovendo um trabalho social bastante diversificado.

O primeiro a abraçar a novidade foi o canal Porta dos Fundos (15,6 milhões inscritos). Agora, Maurício Meirelles (3,42 milhões), Jovem Nerd (2,3 milhões), Nerdologia (2,34 milhões), O Primo Rico (2,1 milhões), Cozinha do Bom Gosto (805 mil), entre outros, também aderiram à campanha, somando uma audiência de mais de 23 milhões de pessoas para a instituição só no YouTube.

A ação de marketing social foi criada pela WMcCann, que procurou o Google para verificar a viabilidade da iniciativa.

O The Zoo, time criativo do Google especializado em estratégia, tecnologia e conteúdo para comunicação digital, ofereceu uma consultoria para o projeto, de modo que ele se tornasse possível dentro da plataforma do YouTube.

Além disso, o projeto teve o suporte da equipe responsável pelo atendimento às agências no Google, que ajudou a coordenar o trabalho junto com a WMcCann. 

Vídeos no YouTube têm uma vida longa, e, frequentemente, até voltam a ter picos de audiência, o que auxilia em muito a ideia em ver os vídeos como objetos que valem dinheiro e que podem ser doados.

A contribuição do The Zoo foi encontrar uma forma de tornar essa doação possível e recomendar os youtubers certos para a ação.

O projeto partiu do conceito do próprio Exército de Salvação: “Se não vai mais usar, melhor doar”. Então, nesse universo cada vez mais digital e aproveitando a forte tendência de criação de vídeos no Brasil e no mundo, por que não o Exército receber também doações de vídeos antigos?

Porta dos Fundos é um dos apoiadores da #melhordoar.

A mecânica é simples: a remuneração desses canais acontece por meio de CPM (custo por mil), que é o valor que o anunciante paga ao YouTube a cada 1 mil views monetizados de um vídeo. Com a doação pelos criadores, o valor que seria repassado pelo YouTube a eles pela exibição de publicidade nos vídeos será, a partir de agora, destinado para a instituição.

Um dos maiores canais do Brasil, com mais de 15 milhões de inscritos, o Porta dos Fundos não só doou um vídeo antigo como, espontaneamente, produziu outro, falando exclusivamente sobre a ação.

O objetivo foi contribuir para que houvesse ainda mais engajamento de criadores e do público, em geral, na ação. E cada vez mais canais estão dispostos a participar, seja com os vídeos antigos, seja com novos vídeos, como o Nerdologia (2,34 milhões), e o Jovem Nerd (2,3 milhões inscritos).

Desimpedidos (7 milhões inscritos), Mauricio Meirelles (3,42 milhões inscritos), Parafernalha (11,6 milhões), Cadê a Chave (3,3 milhões), Mauro Nakada (2,8 milhões), Bruna Malheiros (1,9 milhões), Marcos Piangers (258 mil inscritos), Hel Mother (157 mil inscritos), Coisa de Nerd (9,2 milhões inscritos), Painzeiro (3,8 milhões), Acelerados (1,1 milhões), Leo Picon (960 mil), Finanças Femininas (71 mil), Putzvéi (876 mil) e Clube do Valor (315 mil) também doaram os vídeos.

Somando todos os canais que já doaram, a audiência é de quase 30 milhões só no YouTube. A ideia é que outros influenciadores sejam motivados a participar no decorrer da ação de marketing social.

A partir de uma nova publicação, ou de uma chamada para uma publicação antiga, que o influenciador não está mais utilizando, esse número já começa a contar em doações para o projeto.

Já para doação de itens físicos, como roupas, móveis e afins, o público pode agendar a retirada pelo site ou pelo telefone 4003-2299.

Fonte: Redação.

TAGs: digital marketing-social Youtube youtubers