IncaVoluntário e SuperPrix se unem ao “Bolsas solidárias”

01/02/2019


O Dia Mundial de Combate ao Câncer se aproxima (04/02) e estabelecimentos criam iniciativas em prol da causa.

O IncaVoluntário, área de ações voluntárias do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) está em parceria com a rede de supermercados SuperPrix no projeto de distribuição de cerca de 850 bolsas de alimentos por mês para pacientes em condições socioeconômicas desfavoráveis.

Leia também: Centro Europeu aceita o desafio do Chapolin Challenge.

Leia também: Instituto Ronald McDonald e Neovia juntos em "Ciclos do Amor".

O objetivo é possibilitar que eles mantenham uma alimentação equilibrada em sua residência durante o tratamento. Batizado como Bolsas Solidárias, o projeto da rede consiste na venda de bolsas alimentícias no portal do SuperPrix.

A doação feita por intermédio do site do SuperPrix é entregue diretamente no IncaVoluntário, e os voluntários se encarregam da distribuição para os pacientes assistidos. As entregas são feitas toda sexta-feira sem custo.

"Nos orgulhamos muito deste projeto que fizemos com o IncaVoluntário, pois com uma simples solução conseguimos colaborar com uma causa tão nobre. Com apenas alguns cliques, nossos clientes podem doar uma Bolsa Solidária e fazer a diferença na vida de quem está em tratamento contra o câncer. Muitas pessoas dizem que queriam ter mais tempo para poder fazer uma ação solidária, mais dinheiro para poder ajudar alguma instituição, então nossa ideia foi facilitar esse processo, colocando à disposição do cliente preços variados de Bolsas e a doação online com frete grátis. Esperamos que esta parceria com o IncaVoluntário cresça cada vez mais." – explica Cynthia Vale, gerente de Marketing da rede Superprix.

"Essa parceria iniciada ano passado com o SuperPrix tem sido muito importante para o IncaVoluntário garantir a doação de 850 bolsas de alimentos para os pacientes adultos e infantis em tratamento ambulatorial no Inca. Muitos pacientes, por conta dos longos tratamentos, param de trabalhar. Isso acaba afetando a renda familiar e consequentemente a alimentação adequada em sua residência – muito importante para o sucesso do tratamento.” – conta Angélica Nasser, supervisora do IncaVoluntário.

Os pacientes recebem as bolsas de alimentos por um período de até quatro meses, e são quatro opções cujos valores variam de R$ 20 a R$ 100. Cada uma abrange vários tipos de produtos, conforme as orientações do IncaVoluntário – como a Bolsa Alegria, a Bolsa Amor, a Bolsa Abraço e a Bolsa Sorriso – com produtos que vão de leite em pó integral a feijão e arroz.

Os interessados devem acessar o portal e escolher sua opção de cesta para doação.

Fonte: Redação.