Fundo Brasil e Instituto C&A juntos contra o trabalho infantil

16/01/2019


Estão abertas as inscrições para o edital “Combatendo o Trabalho Infantil na Indústria da Moda”, lançado pelo Fundo Brasil e o Instituto C&A.

Cerca de R$ 900 mil serão destinados a pelo menos 10 projetos - valor mínimo de R$ 60 mil e máximo de R$ 90 mil cada - para a realização de atividades no prazo de até 12 meses.

Leia também: HKS cria campanha contra trabalho escravo.

Leia também: Jeep doa pranchas "renegadas" para crianças.

O Brasil é hoje um dos maiores produtores têxteis e de confecção do mundo e conta com uma estrutura fragmentada entre fábricas e oficinas de costura: 98% do setor de confecção de vestuário no país é formado por pequenas e microempresas, de acordo com informações do Sebrae.

É um cenário com oficinas de costuram com baixa densidade tecnológica e mão de obra pouco qualificada e, muitas vezes, informal.

Além disso, segundo a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), cerca de 75% das vagas na indústria da moda brasileira são ocupadas por mulheres. E, por causa da desigualdade de gênero, essas trabalhadoras ficam vulneráveis à precarização do trabalho, à informalidade e à exploração.

Tudo isso tem impacto direto no aumento da utilização de mão de obra infantil.

“Nesse contexto, a situação é agravada pelo fato de que muitas das funções desenvolvidas pelas crianças, apesar de invisíveis, uma vez que se dão no ambiente doméstico, são classificadas como ‘piores formas de trabalho infantil’, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT)”, diz o edital.

As inscrições serão aceitas até as 18h do dia 19 de fevereiro de 2019. Os resultados serão divulgados a partir de 15 de abril.

Confira aqui o edital completo.

Fonte: Redação.

TAGs: