E-farsas revela os vencedores do prêmio de fake news

27/03/2019


Premiação expõe os nomes dos sites vencedores para que o público saiba quem são os produtores por trás das notícias falsas.

Após três meses de votação e mais de 70 mil interações, o E-farsas, site que atua desde 2002 e esclarece boatos que circulam pelas redes, apresenta os vencedores do The Foolitzer Prizes, premiação que reuniu os maiores sites produtores de notícias falsas com a intenção de informar o público e expor os autores responsáveis por esse tipo de notícia.

Leia também: E-farsas cria prêmio para veículos de fake news.

Leia também: Como as fake news influenciam as pessoas.

Com curadoria da equipe do E-farsas e parceiros que atuam no combate às fake news, foram escolhidas as piores notícias nas categorias Política, Saúde, Entretenimento, Esportes e Conspiração.

Já o prêmio máximo, o Grand Fake News, eleito por voto popular pelo site da premiação, ficou com o World News Daily Report pela mentira “Adolescente virgem engravidou ao tomar vacina”. Confira todos os vencedores no vídeo.

Desde o início, o objetivo da campanha foi combater as fake news, informando o público quem são os produtores desse tipo de notícia. Por isso, os vencedores do Foolitzer Prize não foram apenas anunciados: os nomes dos sites vencedores foram espalhados com o apoio dos maiores grupos de mídia do país: foram centenas de mobiliários urbanos, anúncios em jornal impresso, banners na internet e até um avião de praia.

Além disso, o vídeo que revela os vencedores também mostra toda essa exposição.     

“O grande desafio no combate às fake news é justamente descobrir as pessoas que estão por trás dos sites que as propagam. Muitas vezes, até os telefones e endereços que constam nas páginas são fakes. E é claro que, nesse contexto de má-fé e anonimato, a entrega do nosso troféu não seria bem-vinda. Mas toda ideia por trás do prêmio é justamente esta: expor e incomodar os autores desse tipo de notícia por todo o desserviço que eles vêm prestando à sociedade como um todo e ao jornalismo sério em particular.”, explica Wilson Mateos, VP de Criação da Leo Burnett Tailor Made.

Essa foi a primeira edição do The Foolitzer Prizes, que buscou, com a exposição de sites clandestinos, tornar público e mais disseminado que esses portais estão trabalhando com mentiras.

Confira o filme da premiação abaixo:

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

 

Fonte: Redação.

TAGs: fake-news prêmio-de-fake-news prêmio-foolitzer the-foolitzer-prizes