Cérebro de flores alerta sobre os perigos do ópio

08/04/2019


Cerca de nove mil cravos rosas foram usados para criar a peça, que será progressivamente ocupada por cravos negros para mostrar como o vício pela droga é na verdade uma doença.

Um cérebro feito de flores foi instalado na última semana no meio da Herald Square de Nova York, uma das regiões mais populares da cidade, para promover a conscientização sobre os danos do ópio no corpo humano.

Leia também: Irreverência alerta sobre o desperdício de água.

Concebido pela McCann Health e a McCann New York, o “órgão” é composto de 9000 cravos rosas que devem ser substituídos progressivamente por cravos negros nos próximos dias, representando o estrago causado pela droga conforme se preserva a manutenção do vício.

A ação foi criada para a Shatteproof por conta dos números alarmantes de usuários da substância nos Estados Unidos.

De acordo com pesquisas feitas pela organização sem fins lucrativos, mais de 130 cidadãos estadunidenses morrem diariamente em decorrência da dependência do ópio e seus derivados, uma condição que muitos especialistas acreditam estar se mantendo por conta da pré-concepção da sociedade sobre as vítimas de que entre outras coisas sua condição se dê por uma falta de controle e não por conta de uma doença.

É aí que o cérebro de flores entra. Além de demonstrar o vício como uma doença, cada pessoa que passa pela ativação pode retirar um cravo rosa da instalação com mais informações sobre o problema.

 

Fonte: Redação.

TAGs: