Carioca Sangue Bom quebra recorde de doações no RJ

03/02/2019


Número de doações de sangue recebido pelo Hemorio no período pré-Carnaval foi o maior dos últimos 13 anos.

O carioca sempre deu o sangue pelo Carnaval, e nesse pré-carnaval ele doou também e contribuiu para recompor os estoques do Hemorio, órgão ligado à Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro.

Leia também: Quando ativações iguais convergem para uma boa causa.

Na "Quarta da Boa", promovida pela Antarctica, foliões foram ao Posto da BOA, na Cinelândia, e a outros hemocentros da cidade, e colaboraram com o maior número de doações de sangue dos últimos 13 anos no Estado.

Ao todo, foram arrecadadas 1.348 bolsas de sangue, o que representa mais de 5.300 vidas, já que cada bolsa pode ajudar até 4 pessoas.

As doações na Quarta da Boa representaram o dobro da média diária recebida pelo Hemorio. No período do Carnaval, os estoques de bancos de sangue costumam ter uma queda de cerca de 30%. A campanha “Carioca Sangue Bom” construiu a corrente da BOA engajando celebridades, puxadores de blocos, influenciadores para fazer essa BOA ação.

“Antarctica é a cerveja do carioca e acredita que Coisa Boa gera Coisa Boa. Por isso, em um momento tão importante para a cidade, como o Carnaval, estamos mais uma vez ao lado dos cariocas.”, comenta Jaqueline Barsi, gerente de Marketing de Antarctica.

“Anualmente, os bancos de sangue passam por dificuldades com a falta de bolsas para a doação nessa época do ano. Então, como o carioca sempre deu seu sangue pelo carnaval agora pode doar também.”, completa Jaqueline.

A marca montou o Posto da BOA na Cinelândia e também convidou os interessados a aderirem à campanha na sede do Hemorio e em outros sete locais.

A atriz Giovanna Lancelotti  também fez questão de se engajar na campanha no Posto da Boa: “O Carnaval é um período em que a gente fala de tanta alegria, tanta festa e às vezes esquece que tem muita gente precisando de doações nessa época. É um lado que eu mesma nunca tinha parado para pensar. Então essa ação fala da folia, que é bom se divertir, mas também estimula um espírito de solidariedade e de ajudar o próximo, de empatia.”, disse a atriz.

 

Fonte: Redação.

TAGs: