Bikes elétricas da Yellow para compartilhamento chegam a SP

13/03/2019


As bikes estarão disponíveis para retirada e devolução em pontos privados parceiros da marca das 8h às 21h, todos os dias.

A partir de agora, a Yellow passa a oferecer, pela primeira vez no Brasil, o serviço de compartilhamento de bicicletas elétricas no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) em São Paulo.

Leia também: Yellow e Grin se unem e anunciam a Grow.

Leia também: Yellow e Flores Online distribuem flores em São Paulo.

Em nota, a companhia afirmou que o custo para desbloqueio da bikes será de R$ 5 e mais R$ 0,40 a cada minuto de uso.

“Nossa área de atuação inicial em São Paulo será a mesma já utilizada pelos patinetes elétricos, com uma área total de 21 quilômetros quadrados.”, explica Ariel Lambrecht, um dos fundadores da Yellow.

Outra novidade é que essas e-bikes têm um pedal assistido, ou seja, um sensor que ativa o motor conforme identifica as pedaladas, dispensando, assim, o acelerador. De acordo com Lambrecht, esta tecnologia faz com que o pedal fique mais leve, facilitando o alcance de velocidade, que vai até 25 Km/h.

Diferentemente das bicicletas comuns, o uso de capacetes nas bicicletas elétricas é obrigatório. E também têm campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral e espelhos retrovisores, conforme resolução do Contran.

Ainda segundo a Yellow, a compra de crédito para o uso das bicicletas pode ser feita por meio do cartão de crédito ou em dinheiro em bancas de jornal e estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, que vão receber o valor e transferir para o app do usuário.

A companhia também divulgou que vai colocar ‘Guardiões Yellow’ nas ruas para mapear as bicicletas e patinetes, organizá-los, redistribuí-los estrategicamente e retirá-los para manutenção quando necessário.

A empresa brasileira que em setembro do ano passado divulgou a captura de US$ 63 milhões em uma rodada de investimentos com o intuito de consolidar sua operação em São Paulo e expandi-la para os países da América Latina, anuncia que iniciou sua atuação nesses países.

Fonte: Redação.

TAGs: