Adesivo de unha protege contra o "Boa Noite Cinderela"

21/06/2019


Produto "Desperta" muda de cor ao entrar em contato com a droga e alerta para o problema por meio da música.

adesivo boa noite cinderelaNo Brasil, uma mulher é estuprada a cada dez minutos, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública e Atlas da Violência do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

De acordo com as estimativas, 600 mil mulheres sofreram dessa violência só em 2017. Para cometer abuso sexual, sabe-se que o famoso “Boa Noite Cinderela” é uma das táticas utilizadas pelos agressores para subjugar a vítima.

O caso é comum, mas deficiente de denúncias, uma vez que o crime é difícil de investigar, pois a vítima não consegue lembrar o que aconteceu e a droga é indetectável no organismo após um curto período.

adesivo boa noite cinderela

Entendendo a dimensão do problema, e buscando a prevenção e a desconstrução da cultura do estupro, a agência de publicidade Havas Health & You, especializada em saúde e bem-estar, em parceria com a Universal Music, criou o adesivo de unha “Desperta”.

O produto, que teve sua fórmula desenvolvida pela Universidade Federal da Bahia, já está disponível para ser produzido em massa. As empresas que tiverem interesse na produção do produto devem entrar em contato por intermédio do site.

O novo adereço, que tem aparência discreta, vai alertar e proteger do golpe do “Boa Noite Cinderela”. Isso porque quando seu princípio ativo entra em contato com a droga, ele muda de cor. Ou seja, bastará misturar o drinque com os dedos para identificar se a bebida está contaminada ou não.

adesivo boa noite cinderela

A maior preocupação sempre foi a segurança das mulheres, por isso a usabilidade do produto precisava ser perfeita. As consequências de ser pega fazendo o teste podem ser tão perigosas quanto o próprio golpe.

“Para dar visibilidade ao problema a Universal Music Brasil escalou uma de suas novas estrelas, a Malía. A música tem um poder de alcançar muitas pessoas e com muita sensibilidade sendo capaz de ajudar a solucionar muitos problemas. O ‘Boa Noite Cinderela’ é um golpe silencioso e pouco reportado. Demos voz, luz, sensibilidade e música para o problema e ao mesmo tempo buscamos trazer soluções.”, explica Paulo Lima, presidente da Universal Music Brasil.

adesivo boa noite cinderela

“Nós, mulheres, conquistamos nos últimos anos nossa independência e poder econômico, mas não vivemos em um mundo seguro. Por isso precisamos hackear o sistema para dar liberdade para a mulher ir onde quiser e como quiser. É claro que não é uma responsabilidade da mulher se proteger desses golpes e que sempre será um crime contra a integridade feminina. Mas desenvolvemos essa fórmula para suprir um gargalo existente em uma sociedade machista.”, conclui Laura Florence, diretora-executiva de criação da Havas Health & You.

Segundo a delegada Zuleika Gonzales, ouvida pela agência durante o processo, a partir do momento em que a mulher detectar a tentativa do crime por meio do adesivo, o autor pode ser preso em flagrante. Assista ao videocase:

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

Lançamento
Para garantir que essa mensagem chegue ao público, a agência também lança uma campanha de conscientização sobre o problema e o novo produto. A ação de lançamento conta com uma música e um videoclipe exclusivos, interpretados pela cantora e embaixadora Malía, composta pela Mugshot e produzida pela Universal Music.

Confira o videoclipe abaixo: 

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

“A tríade talento, potencial e alinhamento com o discurso das marcas é o que torna esse tipo de parceria explosiva. Desde o ano passado, acompanhamos o trabalho da artista e próximos da Universal para entender o melhor momento de propor um projeto como esse.”, divide Arthur Abrami, um dos sócios da Mugshot, a produtora de áudio do projeto.

O adesivo “Desperta” foi projetado para detectar a presença de substâncias da classe Amines, isto é, compostos que contém nitrogênio em sua estrutura química, a partir da mudança da sua cor.

Fonte: Redação.

TAGs: