30&70

05/11/2018


"Sabe os 100% de talento que você tem? Eu quero comprar 30%!"

Imagem relacionadaAo ouvir esta frase, o profissional que estava me mostrando seu curriculum ou portfólio me olhava surpreso, mas eu começava a explicar: "Fique tranquilo: 30% do seu talento é muito. Tanto que é apenas o que eu, meus clientes e a agência precisam. Vou pagar o salário correto, mas quero apenas 30% de todo este seu potencial."

Sentia que eles estavam um pouco decepcionados, mas continuava: "Isso não desvaloriza ao que você faz e muito bem, mas é a forma correta de eu administrar um negócio e a sua expectativa em achar que aqui será o lugar onde você vai conseguir usar os seus 100% de talento, porque não é aqui e talvez nunca seja em um único lugar."

"Entendendo que eu estou comprando 30% do seu talento, você aceitará melhor quando eu pedir para fazer uma tarefa em um tempo menor, já que não será um desperdício da sua capacidade. E quando eu lhe pedir um retrabalho, vai entender que não precisará perder mais tempo do que o necessário, pois se meu cliente estiver pagando 30 minutos do seu talento, é o que que vou dar. Mais do que isso é desperdiçar seu talento e dinheiro, não vou deixar isso acontecer."

"30% não são relacionados ao tempo, mas à energia que você pode chamar de talento, criatividade, ímpeto ou vontade de fazer, e se você insistir em me dar mais do que isso, acho que teremos problemas!"

Os olhos do profissional neste momento estavam arregalados, mas eu ainda não tinha terminado: "Sempre que você quiser me der 100% vai ficar chateado e inconformado com a falta de uso do seu enorme talento. Mas saiba que eu não não vou satisfazer sua necessidade de entregar, ser aceito, mostrar sua arte, encantar o mundo com seu talento ou mostrar quanto foda você é... Eu só preciso que você trabalhe bem me dê os seus melhores 30%. Só isso!"

"O segredo de você entender isso é o que vai fazer com os outros 70% e aí eu te peço um favor: tenha um projeto paralelo, ajude um orfanato ou asilo, grafite muros, pinte camisetas, desenhe, faça quadros, pratique um esporte, tenha um hobby, tenha amigos, faça parte de um grupo, viaje, crie algo seu e direcione para ele este saldo. Assim, toda vez que eu te pedir menos do que você tem capacidade de me dar, estará compreendendo que eu estou atendendo minha necessidade no limite que ela precisa e ao mesmo tempo te deixando livre para usar este saldo num projeto pessoal, autoral, missionário ou cheio de propósito que vai fazer você ser um cara muito melhor, mais feliz e mais completo."

  • Confira abaixo a Live do Dil Mota no nosso Facebook sobre o artigo

O mais importante é deixar claro que se você não desconstruir a equação de sucesso e felicidade profissional e pessoal, entendendo que nem sempre elas estarão do mesmo lado ou no mesmo lugar, você certamente estará aí mais uma vez insatisfeito com seu trabalho, sua posição ou com a falta de oportunidades para você usar seu talento, quando na realidade o que lhe falta é encarar uma mudança definitiva de expectativa.

Use os 70% para si mesmo e deixe de ser injusto com o seu local de trabalho. Talvez ele esteja deixando bem claro que quer apenas os seus melhores 30% e você está aí insistindo em dar mais, inteiro, enorme, exagerado, imenso e ainda achando que o melhor do profissionalismo é se entregar de forma incondicional, quando ser profissional parte do princípio do dar no limite certo do que está sendo pedido e acredite: a gente nasceu para espalhar o nosso talento pelo mundo, não apenas num lugar só.

Como já dizia o professor israelense Tal Ben-Shahar, criador do curso de Felicidade, o mais popular da história da Universidade de Harvard ou Shawn Achor no seu TED: "Seja feliz e tenha sucesso", diferente do que se pensava: "o sucesso é decorrência da felicidade e não o contrário."

Busque a felicidade dentro de si e se estiver difícil, vamos conversar? Já falei do Projeto TheThingThinkers mais de uma vez e ele está pronto para lhe ajudar: aproveite os 70% que você descobriu que tem para fazer algo para que seja alguém melhor. Eu estarei te esperando.