Boralli é afastado da África por postagem infeliz

09/10/2018


Confusão protagonizada pelo diretor da agência, imediatamente depois das eleições deu o que falar nas redes desde segunda (8).

Tudo começou quando, depois das apurações eleitorais do último domingo (7), o executivo postou em seu Instagram a seguinte mensagem:

O que chamou a atenção da postagem, além do preconceito evidente, é o fato de que o executivo esqueceu que Sergio Gordilho, co-presidente e COO, e Nizan Guanaes, um dos fundadores da agência África, são baianos de Salvador. Pouco depois, Boralli tentou se desculpar:

Depois da grande repercussão que o caso tomou na mídia na última segunda (8), foi formado uma war room na sede da agência, em São Paulo, liderada por Gordilho e pelo copresidente e CEO Marcio Santoro, para discutir o assunto e descolar a agência da opinião pessoal do funcionário.
 
Nesta terça (9), o até então diretor da área de negócios da agência Africa foi afastado das suas funções, por tempo indeterminado. A decisão foi de comum acordo.
 
 
Ainda não se fala em demissão, mas o afastamento imediato foi uma medida unânime. Não se sabe, no entanto, se haverá clima para seu retorno. Em nota, a África também se pronunciou sobre o caso:
 
“Ontem o Brasil dormiu dividido.
Comentários preconceituosos e próximos da irracionalidade reinaram nas redes sociais.
Sem fazer juízo de valor, precisamos, acima de qualquer partido ou corrente, respeitar as pessoas.
A eleição passa, o país anda, as nossas atitudes ficam.
No meio desse turbilhão, um funcionário da Africa postou um comentário infeliz e preconceituoso.
O sucesso da Africa é a prova viva da força do convívio de pessoas de diferentes origens e backgrounds.
Nascemos da diversidade.
Acreditamos nela e a defendemos, acima de tudo.
Não respeita-la seria arranhar nossa biografia e nossos RGs, na maioria nordestinos.
O comentário desse funcionário não coincide com nossa crença, não está à altura da nossa história.
Por isso, a Africa condena e afirma que tomará as medidas cabíveis em relação a esse caso que, em hipótese alguma, representa a nossa opinião e fere o nosso Código de Conduta”.

Fonte: Redação Promoview.

TAGs: Ação Promocional São Paulo