Sei que você espera desse espaço textos elucidativos do mercado ou análises feéricas de douto conhecimento de Marketing e Comunicação.

Falta amor

26/09/2017

Sei que você espera desse espaço textos elucidativos do mercado ou análises feéricas de douto conhecimento de Marketing e Comunicação.

No entanto, não esqueço nunca que mercado ou qualquer coisa significante da vida inclui gente, E aqui falo de gente.

Veja, no mundo corporativo que o sucesso depende do que sentimos pelo que fazemos.

Mas há desamor hoje em tudo.

Pragmatizamos relações pela indiferença, fingimos que amamos, quando, na verdade, estamos apaixonados. E as paixões nos traem , porque paixão está à flor da pele, enquanto o amor está nas experiências marcantes.

E veja que aqui encontro um elo entre o lúdico texto e o artigo esclarecedor.

No mundo em que as pessoas desejam viver experiências, só o que amamos nos marca. No mundo da vida, não esquecemos nunca quem nos deixa no cerne experiências marcantes, viram referência em nossas emoções e desejos.

O mesmo pode se dizer de marcas que nos fazem amá-las. Viramos fãs, último e mais forte estágio na gradação do consumidor, e as tornamos nossas referências.

O desamor se mostra na torcida para que concorrentes quebrem ou fechem, com o cinismo de sorrisos burros, porque “pau que dá em Chico dá em Francisco”. “O próximo como a ti mesmo” ou “toda energia retorna à sua origem”, lembra ou já ouviu essas frases? Puras verdades.

Daí, se a energia do ódio exige a mesma força e concentração que a do amor, por que não mudar?

Quem ama o que faz, faz melhor e , normalmente conquista o sucesso, espaço, grandeza e, clientes, pois gera nas pessoas essa vibe deliciosa e ou coisas do tipo: Amo trabalhar com a Agência X, com o produtor Y, falar com Z... e por aí vai.

Você mesmo, enquanto leu esse texto, se chegou até aqui, deve ter pensado em coisas, pessoas e momentos que amou, e ama.

Deve ter se perguntado se o título tem razão de ser. E se ouviu ou leu o jornal, pensou em alguns coleguinhas e conhecidos, está sendo mal atendido por alguém na agência ou nos restaurantes, táxis, mercados etc vai pensar: É Falta algo mesmo.

Falta. falta amor nas nossas ações e pensamentos, nas decisões, nas relações.

Talvez ainda não falte o amor de par, mas não é desse que estou falando apenas. Falo do amor pela vida, pelo trabalho, pelo que você faz em casa, pelo seu cantinho, bichinho, sua memoria e sua gente.

Falo do tesão que se tem quando você exclama: Amei isso ou aquilo.

Dos emojis de coração nos olhinhos ou sozinhos dos beijinhos, que todo mundo gosta de receber, mas finge que não.

Taí, amei escrever esse texto.

Você amou? pode mandar coraçãozinho.!
 


Fonte:: Tony Coelho