Novidades marcam a 21ª edição da Febrava

29/03/2019


Entre as marcas já confirmadas para o evento estão Danfoss, Full Gauge, Midea Carrier, Elgin, Enter Peças, Forming Tubing, Multivac, VL Indústria, entre outras.

A cidade de São Paulo abriga, entre os dias 10 e 13 de setembro, a 21ª edição da Febrava - Feira Internacional de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação, Aquecimento, Tratamento do Ar e da Água, que reunirá cerca de 300 marcas expositoras das áreas de ar-condicionado, refrigeração, tratamento do ar, aquecimento elétrico, gás e solar, ventilação, tratamento da água, ferramentas e EPI em 50 mil m² do São Paulo Expo.

Confira as principais feiras de negócios aqui.

Com apoio aproximadamente 27 associações dos setores alimentício, hospitalar, transporte, hospedagem, automotivo, distribuição, engenharia civil e mecânica, o maior número de parcerias já registrado em todas as edições da Febrava, o evento deverá atrair 25 mil visitantes qualificados entre atacadistas, compradores, consultores, distribuidores, engenheiros, instaladores, projetistas, técnicos e varejistas.

Os números do setor mostram a importância de se ter um evento que possa mostrar as novidades e também debater soluções viáveis.

Para este ano, segundo levantamento da Abrava (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação e Aquecimento), a previsão é de crescimento de 5% no faturamento, totalizando R$ 32,11 bilhões.

Nos últimos dez anos (de 2008 a 2018), o faturamento cresceu 61,8%, indo de R$ 18,9 para R$ 30,58 bilhões. Para 2019, a previsão é que os 4 setores (atendidos pela Abrava) voltem ao patamar de 2015 quando teve início a crise econômica no Brasil.

Tratamento de água ganha destaque

Segundo Ivan Romão, gerente de produto da Febrava, este ano o segmento de tratamento de água, que até então participava como elemento refrigerante, agora terá destaque próprio.

"Alguns equipamentos, como o sistema de condicionamento de ar, usam a água como elemento de refrigeração ou aquecimento.", afirma o executivo. "Porém, muitas empresas que fabricam filtros de ar-condicionado também produzem filtros de água. Existe uma sinergia muito grande.", completa.

Romão lembra também que na maioria das soluções de aquecimento solar para residências trata-se de aquecimento da água. "Mas vamos nos ater sobre o tratamento da água do registro para dentro das casas e empresas. Ou seja, como a água é tratada na indústria, no comércio e nas residências."

Desta forma, a Reed Exhibitions Alcantara Machado, organizadora da feira com o apoio da Abrava, pretende valorizar as empresas que fornecem soluções para tratamento de água.

Mercado em crescimento

Vários fatores têm favorecido a recuperação do segmento, como lembra o gerente de produto da Febrava. "O mercado de refrigeração (caminhões baú, câmaras refrigeradas, gôndolas, etc.) tem um crescimento sustentável. Com todo o processo da cadeia do frio, que atua na conservação do alimento do produtor à mesa do consumidor – quanto melhor forem as condições de acondicionamento/refrigeração do alimento, melhor é a sua qualidade e mais baixo o custo para o consumidor.", afirma Romão.

Já o crescimento do mercado de ar-condicionado, para Romão, está mais ligado ao varejo. "Esse ano, tivemos o 5º verão mais quente da história da cidade de São Paulo e isso aumentou o consumo de equipamentos de ventilação e ar-condicionado, trazendo um impacto positivo para esse mercado. Já o mercado de condicionamentos maiores (voltado às indústrias e comércio), requer um investimento em infraestrutura maior, o que está começando a acontecer. Todavia, não tem uma resposta tão mais rápida quanto o varejo.", explica Romão.

Eventos simultâneos

Em sintonia com as novidades tecnológicas que serão apresentadas pelas empresas, ocorrerão o XVI Conbrava (Congresso Brasileiro de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação, Aquecimento e Tratamento de Ar), a Ilha do Conhecimento (espaço destinado para palestras com profissionais do setor durante os 4 dias de evento), além do XVII Encontro Nacional de Empresas Projetistas e Consultores da Abrava, quando serão debatidos os temas de interesse do mercado na atual conjuntura econômica.

"É o local ideal para varejistas, distribuidores, engenheiros, instaladores, projetistas e técnicos realizarem negócios, aprimorarem conhecimentos e acompanharem de perto as inovações e tendências tecnológicas, além de uma ótima oportunidade de relacionamento.", garante Romão.

Durante os eventos paralelos e também nos próprios estandes dos expositores, haverá uma atenção especial aos instaladores de equipamentos.

"A feira vai oferecer muito conteúdo e treinamento para o instalador, aprimorando sua capacitação para prestar um serviço de qualidade e assim evitar acidentes como o que aconteceu no CT do Flamengo (onde um curto-circuito na fiação de um aparelho de ar-condicionado provocou a morte de 10 jovens). Ar-condicionado por si só não pega fogo. Ele é igual à geladeira e ninguém nunca ouviu falar que uma geladeira que pegou fogo! O que pega fogo é a instalação. Precisamos de profissional que esteja capacitado para executar a instalação correta. Essa preocupação não é só nossa, mas também dos expositores que darão treinamento em seus estandes."

Nessa edição, sete ilhas temáticas serão demonstradas: Cadeia do Frio, Meio Ambiente, Sala Limpa, Aquecimento Solar, Ar-Condicionado Automotivo e Construções Sustentáveis, essa com a parceria do GBC - Green Building Council Brasil. E ainda outras duas ilhas educacionais: uma coordenada pelo Senai e a outra pela Fatec com demonstrações de equipamentos de alto padrão criado pelos próprios alunos.

Fonte: Redação.

TAGs: