Inscrições abertas para o "Circuito Desafiante"

20/02/2019


Em parceria com a Riot Games, a BBL firma sua posição como maior holding de conteúdo e-sportivo nacional ao operar e transmitir competitivo de base para promoção de novos times profissionais no Brasil.

O emprego dos sonhos para a juventude brasileira mudou muito nos últimos anos. Hoje, tornar-se uma estrela do futebol divide espaço com empregos surgidos na Era digital; dentre eles, o de e-sportista profissional é um dos mais cobiçados.

O melhor do marketing esportivo está aqui.

Leia também: Gillette abre as portas da eSports Arena.

Não é para menos: o que antes era apenas um hobby tornou-se modalidade e vem crescendo a olhos vistos, tendo movimentado US$ 21 milhões em investimento só em 2018. Isso fez do Brasil o terceiro no mundo com maior público interessado em competições eletrônicas, atraindo não só grandes marcas e um público fiel, mas uma legião de pessoas que anseiam por trabalhar nesse mercado.

O salário de um esportista eletrônico brasileiro pode chegar à casa dos R$ 15 mil - sem contar todos os patrocínios que um talento nato pode gerar. Entretanto, ingressar nesse universo não é fácil, já que as chances de dar as caras no seleto círculo de esportistas e mostrar seu talento são poucas.

É exatamente para ser o passaporte de entrada a esse mundo competitivo que a Riot Games, desenvolvedora do colosso League of Legends, e a BBL, holding brasileira líder no ramo de produção de conteúdo de e-sports, firmam parceria para transmitir as Qualificatórias do Circuito Desafiante, iniciativa que promete fortalecer a categoria de base do meio.

As Qualificatórias do Circuito Desafiante são o primeiro passo rumo à elite. O destaque vai para o fato de que qualquer equipe, profissional ou não, pode se inscrever e participar das rodadas que acontecerão entre 23 de fevereiro e 23 de abril.

As duas equipes melhores qualificadas nesta etapa encaram o quinto e sexto colocados do Circuitão, que estão entre os times já tradicionais no cenário profissional de League of Legends nacional. Se vencerem, os times são promovidos e se tornam membros oficiais do Circuito Desafiante, que definirá posições para o CBLoL (Campeonato Brasileiro de League of Legends), o maior do gênero no país.

“Tem muita gente que nasceu para isso e que nem sabe por onde começar.”, afirma Leo De Biase, CMO da BBL e entusiasta dos e-sports há mais de 20 anos.

“Aqui [na BBL] temos a filosofia do ‘From Zero to Hero’, de mostrar a esses talentos natos a porta de entrada, de dar a chance exatamente para eles, que tem tudo para estourar no meio profissional, de ser um novo YoDa ou brTT.”, completa o empresário.

As partidas da Qualificatória do CD serão transmitidas ao vivo nos canais oficiais da BBL (YouTube, Facebook e Twitch) com patrocínio da NET e da Claro, durante todos os finais de semana (exceto no Carnaval), de 23 de fevereiro a 31 de março - sempre após o término do CBLoL.

A série de promoção, que acontece em 22 e 23 de abril, irá ao ar nos canais oficiais da Riot Games Brasil (YouTube e Twitch).

 

 

Fonte: Redação.

TAGs: