Festivalma - O Brasil do Surf acontece na Av. Paulista

23/01/2019


A cidade receberá o maior festival de cultura praia do Brasil no Centro Cultural Fiesp.

A praia dos paulistanos, a Avenida Paulista receberá o maior festival de cultura surf do país: Festivalma.

O melhor do entretenimento está aqui.

A 13ª edição do evento ocupará a sede do Centro Cultural Fiesp entre os dias 25 de janeiro e 3 de fevereiro com arte, música, cinema e uma programação completa sobre o tema "Brasil do Surf".

O público poderá acompanhar a tradicional Mostra Internacional de Arte e Cultura do Surf, o Festival Almasurf de Cinema e dois dias de shows musicais, com apresentações da Nomade Orquestra, Black Alien, Bixiga 70 e Cynthia Luz- tudo gratuitamente.

"Celebrar o surf brasileiro, esta a razão do tema, O Brasil do Surf. Temos dois campeões mundiais. Nosso mercado é hoje o maior mercado do mundo e nossa cultura influencia todo planeta.", explica Romeu Andreatta, idealizador do evento.

Apesar do concreto, São Paulo é a cidade sem praia com o maior número de surfistas do planeta e para contagiar os pedestres da principal avenida da cidade, a fachada da Fiesp receberá intervenções durante todo o evento.

Dentre as principais atrações, está a Mostra Internacional de Arte e Cultura Surf vai ocupar diferentes espaços da área térrea do prédio da Fiesp com obras e fotografias de diversos artistas e inicia o flerte da arte contemporânea com instalações de artistas consagrados expressando nossa cultura de vida.

E para conhecer um pouco mais sobre o tema, mais de 100 pranchas de surf de diversos períodos estarão expostas para ajudar a contar um pouco desse esporte que influencia 30 milhões de pessoas de Norte a Sul do país e movimenta um mercado de aproximadamente R$ 10 bilhões. Além disso, para se aprofundar no assunto, o Festivalma disponibiliza a maior biblioteca do surf do país, com 750 volumes para consulta pública.

Festival Almasurf de Cinema

Novidade na programação, o Festival Almasurf de Cinema foi idealizado para prestigiar o audiovisual produzidos pelos diretores, cinegrafistas e editores brasileiros nos últimos anos. Serão escolhidos nove vídeos para serem exibidos na entrada do Centro Cultural.

A decisão será realizada com o apoio do documentarista Rosaldo Cavalcanti e um grupo de jurados escolhidos pelo festival. O público também poderá escolher o seu preferido através de uma plataforma de votação online e todos os trabalhos selecionados receberão uma premiação de R$ 500, exceto o primeiro colocado que levará para casa R$ 2.500.


 

Fonte: Redação.