10 boas exposições para conferir em São Paulo

19/01/2019


No período de férias, ou mesmo na folga de fim de semana, àqueles que não têm a oportunidade de viajar, pode aproveitar o que de melhor a Capital paulista tem a oferecer.

Opções de entretenimento são o que não faltam na cidade, conhecida no mundo inteiro por sua enorme diversidade de diversão.

O melhor do entretenimento está aqui.

Para quem gosta de um programa mais tranquilo, em que se pode curtir sozinho ou com a família, a dica é conferir as exposições que estão sendo realizadas.

Promoview, com apoio do São Paulo São, separou as dez melhores para os fãs da arte possam curtir.

Confira abaixo:

Com curadoria de Manu Maltez, Meu Nome Era Lourenço apresenta trabalhos do multiartista Lourenço Mutarelli, destacando desde sua criação de histórias em quadrinhos até sua trajetória como ator e escritor. Sesc Pompeia. Oficinas de Criatividade. R. Clélia, 93, 3871-7759. 10h/21h30 (sáb., dom. e fer., 10h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 17/2.
Com curadoria de Daniela Thomas e Adriana Lins, a exposição Os Planetas de Ziraldo salienta a influência que o universo exerce na obra do cartunista, que resultou em obras como ‘Flicts, O Planeta Lilás’. Casa Melhoramentos. R. Tito, 479, V. Romana, 3874-0402. 9h/21h (fecha dom. a 3ª). Grátis. Até 6/4.
 Quadrinhos, no MIS, conta a trajetória das HQs. Mais de 500 itens são exibidos em 14 ambientes, que incluem áreas dedicadas a editoras como a Marvel e estúdios como o de Mauricio de Sousa. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 10h/22h (dom. e fer., 9h/20h; fecha 2ª). R$ 30. Até 31/3. Vendas pelo site.
A exposição reúne 70 obras que ocupam 8 mil metros quadrados. Com curadoria de Marcello Dantas, trabalhos emblemáticos de Weiwei são expostos ao lado de obras inéditas, resultado de uma imersão do artista na cultura brasileira. Oca. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portões 1, 2 e 3, 5082-1777. 11h/20h (dom. e fer., 11h/19h; fecha 2ª), com visitas de hora em hora. R$ 20 (vendas pelo site). Até 20/1 (Foto: Carol Quintanilha).
Concebida pelo multiartista canadense Robert Lepage, em parceria com o escritor argentino Alberto Manguel, a mostra propõe, a partir de realidade virtual, uma imersão por bibliotecas ao redor do mundo, como a Biblioteca da Abadia de Admont, na Áustria. Sesc Avenida Paulista. Av. Paulista, 119, metrô Brigadeiro, 3170-0800. 10h30/21h (dom. e fer., 10h30/18h30; fecha 2ª). Grátis (necessário agendamento pelo site). Até 10/2.
A mostra propõe novas interpretações para obras dos acervos dos dois museus. Na seleção – dividida entre os núcleos ‘Arte Colonial’, ‘Pintura de História’, ‘Paisagens de Guerra’ e ‘Arte e Patrimônio’ –, estão obras de nomes como Johann Moritz Rugendas (1802-1858) e Edoardo de Martino (1836-1912). Pça. da Luz, 2, Luz, 3324-1000. 10h/18h (fecha 3ª). R$ 10 (sáb., grátis). Até 28/1.
Com mais de cem itens, a mostra mapeia seis séculos da produção gráfica europeia, incluindo trabalhos de nomes como Delacroix, Goya, Manet, Rembrandt e Toulouse-Lautrec. Além disso, ganham destaque duas obras incorporadas à coleção: a litogravura ‘David et Bethsabée’, de Pablo Picasso, e a xilogravura ‘Girls on the Bridge’, de Edvard Munch. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-7777. 9h/20h30 (sáb., dom. e fer., 11h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até 17/2.
O Masp abre duas mostras simultâneas. ‘Lucia Laguna: Vizinhança’ reúne 21 obras da produção recente da pintora, que trazem como tema a paisagem observada pela janela de seu ateliê no Rio de Janeiro. E ‘Pedro Figari: Nostalgias Africanas’ apresenta 63 telas do pintor modernista uruguaio, que registra a memória e os costumes da população afro de seu país. Av. Paulista, 1.578, metrô Trianon-Masp, 3149-5959. 10h/18h (3ª, 10h/20h; fecha 2ª). R$ 35. Até 10/2.
A retrospectiva reúne 500 desenhos originais de Millôr Fernandes. A seleção inclui desde autorretratos até ilustrações de sua visão crítica do País. IMS. Av. Paulista, 2.424, metrô Paulista, 2842-9120. 10h/20h (5ª, 10h/22h; fecha 2ª). Grátis. Até 24/2.
Além de três obras originais de Rafael de Urbino, como a pintura ‘La Perla di Modena’, são exibidos, entre oito núcleos, trabalhos de discípulos como Giulio Romano e Perin del Vaga. Sob curadoria de Elisa Byington, a mostra também conta com recursos visuais, com destaque para uma projeção, em escala original, de ‘Escola de Atenas’. Centro Cultural Fiesp. Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp, 3146-7439. 10h/22h (dom., 10h/20h; fecha 2ª).

 

Fonte: Redação.

TAGs: