Rio implantará reconhecimento facial no Carnaval

31/01/2019


É o que informou à Agência Brasil o secretário de Estado de Polícia Militar, Coronel Rogério Figueiredo de Lacerda.

A iniciativa chegará primeiro a Copacabana, bairro mais famoso da cidade, e que abriga o desfile de diversos blocos. Através das câmeras de trânsito e de segurança instaladas em postes e prédios, será possível identificar pessoas que estejam com pedidos de prisão expedidos ou verificar placas de carros para saber se são roubados.

Leia também: Rio já tem 62% dos quartos reservados para o Carnaval.

Confira as últimas novidades sobre marketing digital aqui.

O sistema usará um software da empresa de telefonia Oi e as imagens serão transmitidas diretamente para o Centro Integrado de Comando e Controle, na  Cidade Nova, região do centro do Rio.

Lá, os operadores vão checar as informações enviadas com os bancos de dados da Polícia Civil, no caso de reconhecimento facial, e do Departamento de Trânsito para as placas de carros.

O porta-voz da secretaria, Coronel Mauro Fliess, informou que a escolha de Copacabana foi uma opção estratégica do comando da corporação pela peculiaridade e pelo tamanho do bairro. Um dos objetivos é avançar na segurança turística do Rio.

“O turismo é o novo petróleo. Já tem sido feito um esforço grande em toda a região turística e isso é um complemento.”, destacou Fliess, acrescentando que projeto chegará a outros bairros.

 

Fonte: Redação.