Quando o mobile ultrapassa a curva de crescimento no digital

01/01/2018


Ligar o computador e conectar-se à internet para trabalhar, estudar ou explorar a web são hábitos cada vez mais arcaicos. Com aparelhos que cabem na palma da mão e conexão Wi-Fi em todos os locais, os usuários conseguem resolver diversos problemas em instantes. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IDC Brasil, empresa especializada em pesquisa de mercado e consultoria, foram vendidos 1,5 bilhão de smartphones no mundo no ano passado.

Os recursos acessíveis e avanços na tecnologia são apenas dois dos fatores que refletem no perfil do consumidor empoderado. Afinal, com cartão de crédito e lojas virtuais que ficam abertas 24 horas, é cômodo e descomplicado comparar preços e finalizar um pedido em poucos minutos. Um estudo realizado pela Adyen revela que 15% das aquisições são realizadas pelo smartphone.

E para os clientes da Giuliana Flores, maior floricultura on-line do país, não seria diferente. Só entre os meses de janeiro a julho de 2017, percebemos um avanço de 74% em vendas por meio de dispositivos móveis no site, em comparação ao mesmo período do ano anterior. O faturamento através de dispositivos mobile também teve um crescimento bastante relevante correspondente a 121%. O levantamento mostra ainda que 45% dos cliques em nosso e-commerce são feitos por meio da versão mobile, quase alcançando o público que acessa pelo desktop.

Um dos principais elementos para aqueles que desejam se adequar a essa nova forma de fazer negócio é reorganizar o layout do site para que tenha um fácil acesso para os visitantes – tanto no desktop quanto no mobile. Esse é um dos agentes responsáveis pelo aumento de 121% no faturamento da floricultura on-line proveniente de vendas por meio de dispositivos móveis.

E a tendência é crescer. Por registrarmos um alto índice de vendas por esse canal, estamos sempre atentos para atender melhor esses consumidores e modernizar nossas plataformas. Vale a pena ficar de olho nas tendências que envolvem esse universo. A busca por voz é uma delas, além do atendimento personalizado no pré e pós-venda. A concorrência está forte, então para aqueles que querem sobreviver dentro do mercado, é necessário ligar as antenas e ficar por dentro das novidades.

Fonte: Redação