Mudança na Netflix pode gerar grande prejuízo à Apple

07/01/2019


A Netflix anunciou na última semana uma pequena mudança, mas que dará um prejuízo de aproximadamente US$ 256 milhões para a Apple.

A gigante deixará de aceitar pagamentos de assinaturas por intermédio do iTunes. 

Leia também: Confira as produções mais procuradas no Netflix em 2018

Até então, os usuários do iTunes poderiam realizar os pagamentos do serviço de streaming direto do aplicativo. Com isso, a Netflix pagava uma taxa de 15% das assinaturas para a Apple, o que impactava em seu lucro.

De acordo com dados do Sensor Tower, o ganho de receita da Apple devido aos 15% de taxa foi de cerca de US$ 256 milhões neste ano.

Com a mudança, a Netflix deixa de aceitar que novos usuários se cadastrem pelo iTunes. No Brasil, estão disponíveis as opções de pagamento por cartões de crédito, débito, pré-pagos, entre outros.

Aqueles que já são assinantes pelo iTunes poderão continuar com o método de pagamento, mas não poderão mantê-lo caso renovem a assinatura.

A Netflix não é a primeira que adotou a medida

Em 2016, o Spotify acusou a Apple de adotar “práticas anticompetitivas” devido as taxas cobradas nas assinaturas, que na época era de 30% para streamings não parceiros ( hoje a taxa é de 15%).

Na época, a Apple se defendeu falando sobre as “grandes oportunidades e lucros” do Spotify através da disponibilização na App Store.

Hoje, as assinaturas por intermédio do iTunes não estão disponíveis nem para o Netflix e nem para o Spotify.

Fonte: Redação.

TAGs: