Startups: E eu com isso?

26/07/2019


Atualmente, o tema das startups vem sendo discutido em diversos meios. Talvez pessoas não ligadas ao mundo da tecnologia e da inovação possam pensar que esse assunto não impactará suas vidas.

startups artigoEntretanto, é importante considerarmos que as startups estão ajudando a construir um mundo novo. Viveremos mudanças sem precedentes e seremos todos impactados. Podemos escolher entre negarmos essa tendência e ficarmos à margem do que ocorrerá ou sermos parte dessa nova realidade.

A revolução tecnológica mudará a forma de atuação dos dentistas, advogados, atendentes, vendedores, políticos, professores e motoristas de ônibus.

Quase todas as profissões serão impactadas, incluindo a minha e a sua. O futuro tem em sua base o Big Data, a Internet das Coisas, os algoritmos, as máquinas que aprendem e por aí vai.

Por exemplo, o motorista de ônibus que não se adaptar às mudanças infelizmente não será mais competitivo, pois no futuro o ato de dirigir o ônibus será apenas uma das suas atividades, as outras serão ligadas às diversas tecnologias dos veículos.

Isso também é importante para a competitividade das nossas cidades. Podemos negar que a mudança virá, nos prendermos às nossas façanhas e sermos deixados para trás ou, por outro lado, tentarmos unificar o conhecimento gerado nas universidades, a ousadia dos empresários, o desejo empreendedor dos jovens e a criatividade do nosso povo e construirmos um ecossistema para a inovação.

O Vale do Silício, nos EUA, é estruturado para o surgimento de novos negócios, riqueza, emprego e renda por meio da inovação desenvolvida nas startups. Esse ecossistema é baseado em três pilares: universidades, poder público e iniciativa privada.

Enfim, é hora de assumirmos essa pauta nas conversas de bar, churrascos de domingo, planos municipais, entidades empresariais e trazermos isso para nossos planos individuais de carreira.

O tema das startups é importantíssimo para nosso futuro e precisamos falar sobre isso!

Fonte: Alexandre Garcia - Professor da Pós Graduação UniAvan.

TAGs: artigo revolução-tecnológica startups