Gamificação e incentivo – Uma combinação eficiente

29/07/2019


Existem várias formas de aprimorar um programa de incentivo e uma delas é a gamificação.

gamificação artigoMas você sabe o que significa este termo? Gamificação, ou ludificação, é o processo de aplicar mecânicas de jogos em algo que já existe com o intuito de motivar a participação, engajamento e lealdade. Ela pode ser usada em praticamente tudo, desde um site até redes sociais, aplicativos e programas de incentivo.

Não existe uma fórmula exata para a gamificação dar certo na sua empresa, por isso é importante haver uma fase de planejamento. Nessa fase é preciso pensar em como elementos de jogos podem ajudar a empresa a se aproximar dos seus objetivos e se haverá interesse por parte do público alvo na dinâmica escolhida.

O uso da gamificação no incentivo

Como pode ser observado na sua definição, os objetivos da gamificação têm muito a ver com os objetivos dos programas de incentivo em si.

Um dos usos da gamificação é a estimulação de comportamentos que pode servir como um gatilho para incentivar a equipe a agir de acordo com o objetivo da empresa.

Se você quer melhorar o desempenho do seu time de vendas, por exemplo, pode organizar uma dinâmica de treinamentos que envolve uma competição recompensando aqueles que concluírem mais aulas de capacitação e tiverem mais pontos em provas de conhecimento.

Outra parte muito importante dos programas de incentivo são os canais de comunicação que informam os participantes e os mantém ativos na campanha. E para que a campanha funcione corretamente, é importante incentivar os participantes a visitarem o canal de comunicação.

A gamificação pode ajudar nessa tarefa com as suas mecânicas. Você pode, por exemplo, criar um rank com os usuários que mais participam oferecendo feedback e premiá-los em um período estabelecido.

Por fim, a gamificação também pode ser usada para a obtenção de dados dos participantes. Usando métodos lúdicos e competitivos pode ser criado um sistema de pontuação ou classificação paras aqueles que tiverem mais dados reunidos na plataforma.

Implementando a gamificação na sua campanha de incentivo: Siga o modelo SAPS. As recompensas das campanhas de gamificação dever seguir o SAPS: Status, Acesso, Poder Coisas. Essa é uma das prioridades quando se está definido o valor das recompensas. Muitos programas de incentivo acabam falhando por não fazer com que as pessoas se sintam reconhecidas.

Diminua o ciclo de reconhecimento: O reconhecimento dentro das empresas deve envolver mais pessoas e ocorrer com mais frequência. Um exemplo são os incentivos semanais que dão aos membros da equipe a chance de começar a semana renovados e trabalhar para uma meta estruturada em SAPS.

Recompense de acordo com os interesses de cada um: Sempre elabore as recompensas de acordo com o que a equipe vai valorizar mais. Você pode até realizar uma pesquisa gamificada para determinar as melhores escolhas.

Encoraje o domínio de determinados tópicos: Quando estão diante de um desafio de jogo, as pessoas se sentem mais satisfeitas com o domínio do que com a conclusão. O domínio oferece um maior senso de dever cumprido, principalmente quando esse domínio é compartilhado de alguma forma entre o grupo. O importante é criar o incentivo de forma que o nível de proficiência dos participantes não tenha que subir muito rápido nem muito devagar, caso contrário eles poderão perder o interesse.

Encoraje a competição saudável: Os funcionários gostam de ambientes competitivos onde há diversão e reconhecimento. Os incentivos normalmente são mais valorizados quando conquistados. Estruture a competição com vários níveis e recompensas relacionadas e tenha cuidado para que os participantes não percam o interesse no processo.

Introduza novidades: Ter sistemas de reconhecimento semanais e conquistas pode ser ótimo, mas é importante também trazer novidades para que os participantes se mantenham engajados. Faça ajustes no jogo ou mude o foco de uma área de trabalho para a outra. As recompensas também devem mudar para encorajar a participação.

Fonte: Sérgio Prado.

TAGs: artigo gamificação marketing-de-incentivo