Canal
Regional

Festival Mimo de Cinema estreia no Rio

Por: Assessoria Mimo Festival. 12 de Novembro de 2015

O Mimo Festival, o maior evento gratuito de música instrumental do Brasil, desembarca no Rio de Janeiro pela primeira vez entre os dias 13 e 15 de novembro.

Além de 20 concertos e 20 workshops com grandes nomes da música, o Festival Mimo de Cinema traz 23 exibições de filmes que têm a música como personagem central. As sessões serão no Cine Odeon - Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, com entrada gratuita. As senhas já estão disponíveis no site.

Entre os títulos, está o documentário inédito "The Amazing Nina Simone". O longa-metragem, que será exibido pela primeira vez no Brasil, refaz a trajetória da emblemática cantora, compositora e instrumentista, por meio de suas canções e a partir de 50 entrevistas que mergulham em sua intimidade e destacam o seu importante papel em defesa dos direitos dos negros.

O fillme será exibido na abertura do Festival no dia 12 de novembro e terá uma sessão para o grande público dia 14 de novembro (sábado). As duas exibições contarão com presença do diretor Jeff L. Lieberman. O diretor norte-americano também assina os documentários "Re-emerging: The Jews of Nigeria" e "In the Mix: 25 Days and Not a Minute More".

A programação conta com filmes que destacam o universo do samba, rock, frevo, pife e reggae. Entre eles, está "Sem dentes: Banguela Records e a turma de 94", dirigido por Ricardo Alexandre, que revela a história do selo Banguela Records, liderado por Carlos Eduardo Miranda e pelos Titãs.

O Festival Mimo de Cinema promove ainda as primeiras exibições no Rio de Janeiro de "Premê-Quase lindo", de Alexandre Sorriso e Danilo Moraes, "Sete corações", de Dea Ferraz, "Reverberações - Itamar Assumpção", de Pedro Colombo e Claudia Pucci e "Xingu Cariri Caruaru Carioca", de Beth Formaggini. 

Completam a programação os longas, "82 minutos", de Nelson Hoineff, "My name is now, Elza Soares", de Elizabete Martins Campos,  "Yorimatã", de Rafael Saar e "Eu sou Carlos Imperial", de Ricardo Calil e Renato Terra. Destaque ainda para os curtas "O Clube" de Allan Ribeiro, "Classic Albums: O Terno", de Felipe Arrojo Poroger e "Araca- O samba em pessoa", de Aleques Eiterer. A retrospectiva do ano será dedicada à vida e obra de Ney Matogrosso, com a exibição de "Olho nu", de Joel Pizzini.

A seleção dos filmes em 2015 ficou a cargo dos jornalistas e críticos Marcelo Janot e Heitor Augusto e da cineasta Rejane Zilles, diretora do Festival Mimo de Cinema .
 

Tags: