Canal
Geral

<!--:pt-->Paranaense conquista as ruas de Manhattan<!--:-->

Por: 0 18 de Novembro de 2009

A elite mundial do breakdance já está em Nova York, o berço do Hip Hop, para o Red Bull BC One 2009, a sexta edição do maior campeonato internacional de b-boys. Os 16 melhores breakers, vindos de 11 países, já se preparam para a disputa, que será nesta quarta (18/11), no Hammerstein Ballroom, no centro de Manhattan.

[caption id="attachment_36933" align="aligncenter" width="491" caption="Neguin executa um salto mortal na Times Square."]Neguin executa um salto mortal na Times Square.[/caption] Entre os competidores, o paranaense Fabiano Lopes, o "Neguin", de 22 anos, já chama atenção pelas ruas da cidade. Com seu estilo de dança que mescla elementos clássicos do b-boying, influências do frevo, samba e da capoeira, Neguin garante que pode surpreender, ainda que para isso o estreante tenha que superar alguns dos maiores nomes na cena, como o francês Lilou e o coreano Wing. Os dois já foram campeões em outras edições do Red Bull BC One. "É claro que todos sabem que são os melhores, mas em uma batalha nem sempre as coisas acontecem como esperado. Tenho minhas armas, assim como os dançarinos têm as características deles. Só na hora poderemos ver quem vai ser o melhor", afirma o representante brasileiro no mundial.

[caption id="attachment_35007" align="aligncenter" width="560" caption="Neguin é o representante brasileiro na competição de hip hop."]Neguin é o representante brasileiro na competição de hip hop.[/caption]

Esta é a primeira vez de Neguin na cidade que deu origem ao movimento Hip Hop, e ele já chamou a atenção durante visita à Times Square, acompanhado por alguns de seus adversários na disputa desta quarta. Em meio às luzes dos outdoors, e entre quem passava por lá, Neguin exibiu algumas das armas que usará nos duelos, como o "leque" ou "frontflip", um salto mortal para frente, com as pernas espaçadas. "Até mesmo aqui em Nova York, onde o breaking é tão popular, as pessoas se impressionam com alguns dos movimentos que só os brasileiros são capazes de fazer. Espero que isso faça a diferença e que eu consiga voltar para casa com o cinturão", disse o brasileiro, que vive com a esposa em Balneário Camboriú, litoral de Santa Catarina. As batalhas do Red Bull BC One serão realizadas no formato homem-a-homem, com chaves eliminatórias. Somente o vencedor, aquele que mais impressionar uma comissão julgadora formada por referências do Hip Hop, seguirá adiante a cada eliminatória. O participante que vencer todos os duelos será eleito o b-boy número 1 do mundo. Foto: Ray Demski/Red Bull Photofiles

Tags: