Canal
Geral

Fundação do Câncer oferece cartões virtuais

Por: 0 20 de Novembro de 2012

A Fundação do Câncer está disponibilizando, por intermédio de seu site, cartões de Natal virtuais produzidos por crianças em tratamento no setor de Pediatria do Instituto Nacional de Câncer (Inca). No final de outubro, elas participaram de uma oficina de desenho com Daniel Azulay, promovida pela Fundação, onde o artista auxiliou os pacientes mirins a estimular a criatividade.

Desde 2009, a Fundação tem produzido cartões de Natal feitos pelas crianças em tratamento e a renda obtida é totalmente revertida para a Pediatria do Inca, e esta foi a primeira vez que Daniel Azulay participou do projeto. “É muito gratificante ver como a arte pode contribuir para a superação desses pacientes, fazer como que, por um momento, se esqueçam da vida difícil que levam. Eu tenho 40 anos de profissão e ainda me impressiono”, disse Azulay, emocionado. Com essa ação, a Fundação procura resgatar a tradição do envio de cartões de Natal entre amigos e, ao mesmo tempo, formar uma corrente de solidariedade. “Nossa intenção é estimular quem receber um cartão desenhado pelas crianças a responder com um outro. Assim, conseguiremos formar uma grande corrente e conquistar mais apoio da sociedade aos projetos realizados pela Fundação”, explica Jorge Alexandre Cruz, superintendente da Fundação. São três modelos de cartões de Natal e dois de Boas Festas, a R$ 5,00 cada. Os interessados devem entrar no site da Fundação do Câncer e clicar no banner “Cartão de Natal”. Depois de escolher o modelo e preencher o formulário da campanha, indicando o endereço para envio, a pessoa é direcionada para realizar o pagamento, que pode ser feito por meio de cartão de crédito ou débito. A Fundação investe em importantes projetos na área de pediatria oncológica. No Inca, colabora na ampliação da UTI Pediátrica, na construção do consultório oftalmológico e na criação e manutenção da emergência pediátrica. Os investimentos da Fundação para a área pediátrica vêm de doações e de campanhas feitas com o apoio da sociedade.

Tags: