Canal
Geral

Empresas de tecnologia participam de feira em Dubai

Por: 0 18 de Setembro de 2013

Empresas brasileiras produtoras de software estarão presentes na Gitex Technology Week, feira de tecnologia que acontece de 20 a 24/10, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A participação nacional é promovida pela Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos (Apex), Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) e Associação Sul-riograndense de Apoio ao Desenvolvimento de Software (Softsul). As inscrições para participar do evento estão abertas até 16/09. “É um mercado que tem grande potencial para as empresas do Brasil. Apesar da distância e da diferença do idioma, não há preconceito com o produto do Brasil. É um mercado bastante aberto, com ciclo de vendas rápido”, avalia Adriana Martins, diretora de Operações da Softsul, entidade que organiza a ida das empresas nacionais ao evento. A executiva conta que a Softsul já participou por dois anos da Gitex, 2009 e 2010, apenas com companhias gaúchas, e, este ano, a associação conseguiu ampliar a participação no evento para o âmbito nacional. “Já temos três empresas inscritas e a ideia é levar até oito”, revela. [caption id="attachment_325759" align="aligncenter" width="562"] Gitex Technology Week, feira de tecnologia que acontece em Dubai (Foto: By Emirates247).[/caption] Até agora tem participação confirmada no evento a STA Holding, desenvolvedora de softwares de gestão de relacionamento com clientes, de São Paulo; a SBPA Simulators & Technologies, de simuladores de voo, de São Leopoldo (RS); e a FiberWork Optical Communications, desenvolvedora de soluções em fibra ótica, de Campinas (SP). Segundo Martins, os softwares com mais demanda para a região do Oriente Médio são os que atendem à indústria de petróleo e gás, setor bancário, financeiro e de telecomunicações. [caption id="attachment_325761" align="aligncenter" width="562"] Gitex Technology Week 2012 (Foto: By Facebook Gitex Technology Week).[/caption] De acordo com a diretora da Softsul, a exportação brasileira de software para os países árabes “ainda é pequena, menor do que gostaríamos”. Os principais concorrentes do software nacional são os Estados Unidos e a Índia mas, segundo Martins, o Brasil não fica atrás destes países em relação à tecnologia. “Em termos de tecnologia não perde em nada. O que dificulta é o custo Brasil. Os outros países dão subsídios às empresas. A Índia banca a participação das companhias nas feiras, a empresa não paga nada. No Brasil, é preciso esforço para levar as empresas às feiras”, explica Martins. [caption id="attachment_325762" align="aligncenter" width="562"] Estande da HP na Gitex Technology Week de 2012 (Foto: By ITP.net).[/caption] Este ano, espera-se que a Gitex receba 139 mil profissionais de tecnologia da informação de 144 países. Entre os expositores, estarão mais de 3,5 mil empresas de 54 nações. “A Gitex teve um crescimento muito grande. É uma feira bastante qualificada, voltada para negócios, diferente de outras feiras que atraem um público mais geral. Isso desperta o interesse das empresas. Esta qualificação da feira é muito importante para os empresários” destaca Martins. [caption id="attachment_325763" align="aligncenter" width="509"] Gitex espera receber 139 mil profissionais de tecnologia da informação de 144 países (Foto: By Facebook Gitex Technology Week).[/caption] A executiva destaca ainda que o apoio da Apex viabiliza a participação de empresas de pequeno porte. “As empresas brasileiras estão buscando mercados alternativos”, ressalta. Fonte: Aurea Santos/ANBA.

Tags: