Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/08/novaschin1.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Mesmo com o acordo pago, a Justiça deferiu parcialmente o pedido de ação cautelar do escritório Teixeira Martins Advogados, que defende os irmãos José Augusto, Daniela e Gilberto Schincariol Jr., donos da Jadangil, que tem 49,55% da fabricante de bebidas. Pela decisão, ficam suspensos os efeitos da venda da Aleadri, empresa dos irmãos Adriano e Alexandre Schincariol, que têm 50,45% da fabricante, para a japonesa Kirin. Além disso, os minoritários da Jadangil também poderão ter acesso ao histórico de negociações entre a Aleadri e a Kirin.

Vale informar que a venda à Kirin não foi suspensa ou cancelada pela Justiça. Mesmo porque, depois da ação cautelar pedida pelo Teixeira Martins, o Mattos Filho enviou à juíza uma notificação em resposta, com o comprovante de pagamento, feito pela Kirin à Aleadri, e a cópia do contrato assinado entre as duas. Mas, os efeitos da venda ficaram suspensos com a decisão, ou seja, a Kirin pagou pela empresa, mas não pode tomar posse dela. A Aleadri tem dez dias para recorrer da decisão. Fonte: Valor Econômico.