Esta página pode utilizar cookies.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Governo do Ceará assinaram o contrato de empréstimo do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo do Ceará (Prodetur Ceará). Este é o primeiro empréstimo assinado com um Estado no contexto do Prodetur Nacional.

[caption id="attachment_84182" align="aligncenter" width="560" caption="Serra da Ibiapaba."][/caption] O programa tem o valor total de US$ 250 milhões, sendo US$ 150 milhões correspondentes a recursos do Banco. O objetivo do Prodetur Ceará é contribuir para o aumento do emprego, da renda e das divisas geradas pelo setor, mediante a consolidação e diversificação da oferta turística do Estado. O programa vai estruturar os pólos turísticos do Litoral Leste, Maciço de Baturité e a Serra da Ibiapaba buscando diversificar a oferta e proporcionar a melhoria da qualidade do turismo cearense. [caption id="attachment_84183" align="alignleft" width="165" caption="Maciço do Baturité."][/caption] As ações de apoio ao programa também vão contribuir para aumentar a inserção competitiva dos produtos turísticos no mercado nacional e internacional, além de promover o desenvolvimento local de forma sustentável e apoiar a recuperação e a adequação da infraestrutura e da preservação dos recursos naturais e culturais do Ceará. O contrato foi assinado pelo Governador do Ceará, Cid Gomes, e o Representante do BID no Brasil, Fernando Carrillo-Flórez. A cerimômina de assinatura do contrato aconteceu na sede do governo do Estado, em Fortaleza, e contou com a presença do Secretário de Estado de Turismo, Bismarck Maia. Prodetur Nacional O Prodetur Nacional foi concebido com o apoio do BID como um “programa guarda-chuva” que compreende operações de crédito estaduais ou municipais. Uma vez aprovadas pela União e pelo Diretório Executivo do BID, as operações são objeto de contrato de empréstimo entre o BID e cada mutuário, de forma individual. A proposta é contribuir para o fortalecimento da capacidade de competição dos destinos turísticos do País, consolidando a política nacional de turismo, por meio da gestão pública descentralizada e cooperativa. As linhas de ação do Prodetur incluem desenvolvimento de produto turístico; comercialização; infraestrutura e serviços básicos; gestão ambiental; e fortalecimento institucional. Além desta operação, existem até o momento 12 operações com cartas consultas aprovadas, em diferentes fases de preparação com o BID no âmbito do programa.