A Cruz Vermelha Brasileira - CVB, organização  centenária de ajuda humanitária, fará de 2017 o ano da corrente do bem, com o lançamento de uma campanha publicitária para divulgar as suas ações e captar fundos para ajudar brasileiros em condição de vulnerabilidade.

Cruz Vermelha Brasileira estreia campanha de doação

17/02/2017

A Cruz Vermelha Brasileira - CVB, organização  centenária de ajuda humanitária, fará de 2017 o ano da corrente do bem, com o lançamento de uma campanha publicitária para divulgar as suas ações e captar fundos para ajudar brasileiros em condição de vulnerabilidade. Com criação da agência Z515, “Seja + Doe +” quer chamar a atenção para o trabalho humanitário desenvolvido pela organização no país, e fazer com que as pessoas reflitam e se coloquem no lugar daquelas que estão em situações desoladoras, precisando de ajuda.

A iniciativa nasce como uma das maiores ações de comunicação da CVB, com filme na TV e ainda peças para mídia impressa, on-line e spots de rádio. E também faz parte de um movimento maior da organização, “Nossa Força Ajuda Nosso Povo”, que mostra como os brasileiros podem ter um papel ativo dando suporte às grandes iniciativas voltadas a questões nacionais.

Fotos da campanha destacam uma única pessoa em uma situação de sofrimento, criando um sentimento de empatia entre quem vê a imagem e a pessoa retratada para, assim, passarem a mensagem de que qualquer pessoa pode ser mais humana, mais solidária. “Ao gerar essa empatia, queremos que as pessoas saiam de uma sensação de impotência para se sentirem capazes de ajudar, de alguma forma, aquelas que estão em situações de caos e dor”, afirma Marcelo Prista, CCO da Z515.

A campanha conta com a colaboração voluntária de diversos setores como veículos de comunicação, empresários, agência de propaganda (Z515), profissionais de comunicação, personalidades artísticas e 25 mil voluntários cadastrados no banco de dados da entidade em todo Brasil.

Admirador das ações da instituição, o ator Rodrigo Lombardi aceitou participar incondicionalmente com sua voz. Já as imagens utilizadas são uma composição do banco de dados da CVB com outras cedidas por grandes fotógrafos, como Daniel Marenco.  A produção do filme é da Consulado, enquanto a criação da trilha ficou por conta da produtora 11:11 Ads + Music.

"Este é um trabalho feito a muitas mãos, portanto quando qualquer uma das peças da campanha for vista pelo público, pode ter certeza que já será o resultado do esforço de diversos brasileiros, que já estão colaborando", declarou Rosely Sampaio, presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira.

 


Fonte:: Redação