“Capa em Cores” é a primeira exposição de imagens coloridas do fotógrafo e chega ao Rio depois de passar por Nova York, Budapeste, Madri;

Oi Futuro apresenta mostra inédita de Robert Capa

07/02/2017

Ícone da fotografia mundial, o húngaro Robert Capa ganhou fama com seus registros de guerra em preto em branco. 

A exposição “Capa em Cores”, no entanto, apresenta uma faceta menos conhecida do fotógrafo, mas tão fascinante quanto. De 7 de fevereiro a  9 de abril, o Oi Futuro Flamengo exibe a retrospectiva inédita das imagens coloridas do profissional.

A partir de 1941, Capa usou regularmente filme colorido, mas ao longo dos anos seu trabalho em cores foi praticamente esquecido. Até agora.

O acervo de 140 fotografias, feitas com filmes Kodachrome e Ektachrome, inclui retratos de grandes nomes da arte como Humphrey Bogart, Hemingway, Ingmar Bergman e Roberto Rossellini, imagens de praias e resorts, e até fotografia de moda em Roma e Paris – que prometem surpreender os admiradores de Capa. 

Entre as imagens mais marcantes, destaca-se a espontânea foto de Picasso brincando com o seu filho pequeno no mar. Um raro registro.

Na exposição, fica evidente a capacidade do fotógrafo se reinventar profissionalmente. Neste lado de seu trabalho, que contrasta com o percurso feito no registro de guerra, Capa aplica o que aprendeu com as experiências anteriores. 

A capacidade técnica e a sua preocupação em retratar as emoções humanas, que revelou nas imagens captadas nos conflitos, contribuíram para reafirmar o seu talento e olhar particular também na fotografia colorida. 

 


Fonte:: Assessoria